Papo de Mãe
Papo de Mãe
» NASCIMENTO

O pediatra deve estar na sala na hora do parto?

Pediatra neonatologista tira as dúvidas sobre o profissional que deve estar presente durante momento tão importante

Sabrina Legramandi* Publicado em 04/08/2021, às 13h09

Neonatologista é o profissional que estuda a saúde dos recém-nascidos
Neonatologista é o profissional que estuda a saúde dos recém-nascidos

A hora do parto é um momento muito especial e motivo de grande ansiedade para a mãe e a família. Por ser o primeiro contato da mãe com o bebê e o primeiro contato do bebê com o mundo, o momento gera dúvidas.

Os primeiros 60 segundos de vida são fundamentais para que o organismo da criança se adapte ao funcionamento sem a placenta e ter alguém que garanta que isso aconteça da melhor maneira possível é importante. Mas qual deve ser o médico presente? 

Veja também:

Segundo Vanessa Mouawad, pediatra e neonatologista do Hospital Israelita Albert Einstein, o obstetra é responsável pela saúde do bebê enquanto ele está na barriga da mãe. Após o nascimento, porém, essa responsabilidade passa a ser do pediatra.

Confira as principais dúvidas sobre a função do pediatra neonatologista:

O pediatra é obrigatório? Qual a função dele na hora do parto?

Desde 1993, a presença de um neonatologista é obrigatória no momento do parto e a sua principal função é ajudar a diminuir os riscos para o bebê. Esse profissional estuda especificamente as necessidades e a saúde de bebês recém-nascidos.

As estatísticas mostram que um em cada dez bebês precisa de ajuda para respirar logo após o nascimento, um em cada cem necessita de intubação e um em cada mil exige a utilização de drogas, como a adrenalina, e massagem cardíaca. Por isso, é essencial que estejamos de prontidão nesse momento.” (Vanessa Mouawad)

A médica explica que o pediatra é o responsável por atribuir notas a partir da Escala de Apgar, o padrão de avaliação da saúde do recém-nascido, segundo a soma de cinco sinais dos primeiros cinco minutos de vida. Além disso, é ele que vai acompanhar a evolução da saúde do bebê durante a estadia na maternidade e que dará a alta.

A mãe pode escolher um neonatologista?

Um neonatoligista particicular pode ser contratado. Vanessa Mouawad afirma ser essencial que a mãe escolha um profissional de confiança, pois, além de ser o responsável pela saúde do bebê nos primeiros segundos após o parto, ele também acompanhará o recém-nascido durante os primeiros 28 dias de vida. Além disso, é ele que vai garantir a saúde de bebês que necessitam de cuidados intensivos, como os prematuros.

Esse profissional, segundo a pediatra, pode ser acionado a partir da 32ª semana de gestação e pode ajudar, até mesmo, nas compras para o bebê. Se achar necessário, ele também pode pedir exames específicos durante a gestação, o que evita que o recém-nascido seja submetido a várias avaliações após o parto.

“Além de acompanhar a gravidez, o neonatologista pode também orientar a amamentação e inclusive mostrar o que falta na sua lista de compras que pode ser importante para o bebê”, finaliza Vanessa.

*Sabrina Legramandi é repórter do Papo de Mãe

Confira o vídeo sobre como fazer lavagem nasal na criança e os benefícios dela:

GravidezO PartoPós-partoSaúde