Papo de Mãe
Papo de Mãe
» SAÚDE

Pele no verão: como tratar o melasma?

A Dra. Mônica Moya dá 4 dicas de cuidados e indica 3 tipos de tratamentos para quem sofre com o melasma

Redação Papo de Mãe Publicado em 06/02/2022, às 06h00

Os cuidados com a pele precisam ser redobrados no verão
Os cuidados com a pele precisam ser redobrados no verão

melasma é uma disfunção de pigmentação que se caracteriza por manchas acastanhadas que geralmente aparecem nas bochechas, na testa e no buço. As manchas são consequência das alterações na quantidade de melanina (proteína que garante a coloração e protege a pele contra os raios UV).

“Não tem uma causa definida para o melasma, mas acredita-se que tenha relação com os hormônios femininos. O uso de anticoncepcionais e depois da gravidez há um desequilíbrio hormonal que costuma piorar a doença", revela a Dra. Mônica Moya, médica dermatologista da Clínica Matriz e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD)

Sugestão: assista ao Papo de Mãe sobre como  evitar os problemas de pele durante a gravidez

4 dicas para proteger a pele

Os cuidados que já devem ser tomados durante todo o ano, precisam ser redobrados no verão, alerta a especialista. Não existe um tratamento que resolva definitivamente o problema, mas existem medidas que podem ser adotadas para amenizar as manchas. A seguir a médica lista 4 dicas para proteger a pele contra o melasma no verão:

  • Protetor solar - em primeiro lugar, é preciso usar um bom filtro solar, com fator de proteção acima de 30, para proteger bem a pele contra os raios UV. 

  • Base - A aplicação do protetor deve ser feita sobre toda a superfície da pele e em conjunto com uma base que cubra a mancha.Não esqueça de repassar esse protetor várias vezes ao dia.

  • Boné – para uma maior proteção do rosto.

  • Óculos - A pele em torno dos olhos é muito sensível e essa região precisa receber uma proteção ainda mais especial.

 O filtro solar pode ser em creme ou loção, além de ajudar na proteção da pele contra a radiação ultravioleta do sol, reduzindo queimaduras, ele previne outros danos, como ressecamento, oleosidade excessiva, ação de poluentes, agentes oxidativos e doenças como o câncer de pele", completa a médica.

A doutora Mônica Moya recomenda cuidados adicionais na pele com melasma, como o uso de ácidos clareadores, "sempre com orientação médica para que não haja irritação na pele ou piora do melasma". Além disso, segundo a médica, podem ser usados também, fotoprotetores orais que ajudam na proteção solar, "mas cuidado, o fotoprotetor oral não elimina o uso obrigatório do protetor de uso tópico em creme ou loção", alerta. 

Para quem busca tratamentos mais definitivos para se livrar das manchas, a médica indica 3 procedimentos:

  • Microagulhamento - procedimento que consiste em microperfurações da pele com finas agulhas metálicas. Seu princípio é semelhante ao da acupuntura, porém, localizado e múltiplo, produzindo efeito apenas na área tratada. 

  • Peeling superficial de ácido retinóico -  consiste na aplicação de um componente químico (ácido retinóico) para o clareamento da região atingida pelas manchas

  • Laser como o que Thulium -  procedimento com uso de tecnologia para retirar as manchas 

Apesar de todas as resoluções para ajudar a amenizar o melasma, a dermatologista deixa claro que “independente do tratamento escolhido, o cuidado do melasma tem que ser contínuo, Só o contato da pele desprotegida com os raios solares, já é suficiente para o agravamento da doença", finaliza.

*Sobre a Dra. Mônica Moya

Graduada em Medicina pela Universidade de Mogi das Cruzes e Residência em Clínica Médica e Dermatologia pela faculdade de Medicina do ABC. Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Instagram: Dra. Mônica Moya

Facebook: Dra. Mônica Moya

Acompanhe o Papo de Mãe nas redes sociais:

Instagram: @papodemaeoficial l Twitter: @papodemae l Facebook