Papo de Mãe
Papo de Mãe
» ESPECIALISTA RESPONDE

Dicas para vencer o período do desfralde

Incentivo, atenção e rede de apoio: especialista fala sobre este momento tão importante na vida de uma criança e também dos pais e/ou cuidadores

Redação Papo de Mãe* Publicado em 06/07/2021, às 13h51

Férias de julho podem ser um bom motivo para iniciar o desfralde
Férias de julho podem ser um bom motivo para iniciar o desfralde

O momento de abandonar as fraldas é normalmente encarado como um bicho de sete cabeças pelos pais e cuidadores. Isso porque existem muitas dúvidas em como fazer, especialmente para as mamães e papais de primeira viagem. O desejo quase sempre é o mesmo: quanto menos traumático para a criança, melhor. 

Ainda que seja um passo importante para o pequeno ou pequena, o desfralde também é um "marco" para os pais e responsáveis, por isso é importante que a família se faça presente e tenha acesso a todas as informações e acompanhamentos possíveis.  Pelo menos é isso que diz a coordenadora pedagógica do Marista Escola Social Curitiba, Samantha Hess. Ela ainda ressalta que o período de férias escolares é o melhor para o desfralde.

Segundo a especialista, a escola tem um papel imprescindível para a retirada das fraldas, e claro, precisa atuar lado a lado com os pais. Mas no começo, quanto mais próximo a criança estiver dos seus cuidadores, melhor é para ela se sentir plena e segura para dar adeus às fraldas.

"Períodos em que os pais estão mais tempo em casa, como as férias de julho que estão chegando, ou mesmo o isolamento social causado pela pandemia, podem favorecer o processo", garante Samantha. 

Veja também:

Na opinião da pedagoga, a pandemia da Covid-19 e o isolamento social são fatores a serem considerados já que influenciam na rotina do dia a dia das crianças. Paciência, tranquilidade e rede de apoio são pontos importantes para os pais que desejam iniciar o processo de desfralde nos filhos.

Quanto à rede de apoio, o vínculo com a escola é essencial. Sabe-se que é na educação infantil que as crianças têm suas primeiras experiências e descobertas. Entretanto, as instituições de ensino também devem voltar o olhar para os pais que estão em busca de diálogos sobre o processo.  "Olhamos para cada realidade, rotina, inserção na escola, acompanhamento e desenvolvimento da criança. A escola pode ser o suporte necessário para tirar as dúvidas da família, assim como promover a escuta e observar os comportamentos da criança", reforça. 

Muitos pais sentem dúvidas de quando é o momento certo para iniciar o desfralde

Confira cinco dicas sobre o processo de desfralde que podem auxiliar os pais e responsáveis

1 - Identifique o momento certo

Por mais que se fale muito de quando é a hora ideal para iniciar o desfralde, a especialista afirma que não existe uma "idade certa" para todas as crianças, e por isso, os pais precisam ficarem atentos às particularidades dos filhos."Antes de deixar as fraldas, a criança está dominando habilidades como ficar de pé, caminhar, ter controle sobre os movimentos de seu corpo e obedecer a comandos, o que geralmente acontece a partir dos 2 anos", orienta. Segundo Samantha Hess, existem também outros comportamentos que podem servir como ponto de partida para identificar que o momento certo pode estar chegando, sendo eles: o incomodo da criança com a fralda suja ou se ela indica quando está fazendo xixi ou cocô.

2 - Faça a presença valer

É preciso estar sempre por perto! A especialista afirma que é preciso considerar a rotina da família para começar a pensar no desfralde. "Se a criança vai passar por alguma mudança ou novidade, como a chegada de um irmão ou uma mudança de escola, é possível que ela esteja ansiosa e que o seu progresso seja comprometido".

3 -  Reconheça os avanços

Quem não gosta de um incentivo ou elogio, não é mesmo? O segredo para não tornar o momento traumático e estressante para a criança é sendo amigável com ela, conta Samantha. "Todas às vezes que ele conseguir chegar ao banheiro a tempo, elogie. E nas vezes em que ele não conseguir, tome cuidado para não demonstrar irritação ou impaciência". Ele errou? diga que está tudo bem e que na próxima vez ele vai acertar, além disso também é importante não tentar conquistá-lo com pequenas recompensas materiais.

4 - Equipamentos importantes

É importante que a criança tenha instalações adequadas para quando for usar o banheiro, aponta a especialista. Penicos e redutores de assento (que são colocados na tampa do vaso sanitário) são boas opções. "Caso você opte pela segunda, coloque um banquinho ou outro objeto que possa ajudar a criança a subir e onde ela possa apoiar seus pés. Os pés devem ficar apoiados em algo e as pernas devem ficar dobradas em um ângulo de 90 graus".

5 - Assuma a responsabilidade

No período em que as crianças não estão de férias ou estudando através do ensino remoto, a escola é um local em que elas passam boa parte dos seus dias e por isso, a rotina de ir ao banheiro com os colegas pode acabar facilitando o aprendizado. Mas nas férias, como no caso deste mês de julho, a participação da família contribui ainda mais para o desfralde. Uma dica de Samantha Hess é mostrando que todos vão ao banheiro, algo normal do ser humano, até mesmo para os adultos [risos]. "Crie sinais únicos com seu filho para ele indicar quando precisar dar aquele pulo ao banheiro".


Relembre alguns programas do Papo de Mãe sobre este tema e se inscreva no nosso canal no Youtube

Criança