Papo de Mãe
Papo de Mãe
» ALIMENTAÇÃO INFANTIL

Volta às aulas e como garantir uma boa alimentação das crianças fora de casa

Precisamos ensinar os pequenos a fazer escolhas saudáveis e de forma equilibrada em qualquer ambiente para ter uma boa alimentação

Mariane De Chiara* Publicado em 09/02/2022, às 09h17

Como fazer com que a alimentação fora de casa seja saudável?
Como fazer com que a alimentação fora de casa seja saudável?

Um novo ano letivo está começando e com ele a preocupação de pais e responsáveis sobre como manter hábitos alimentares saudáveis de crianças e adolescentes mesmo fora de casa.

Infelizmente essa preocupação é legítima, uma vez que a obesidade infantil é uma realidade. Segundo o último censo do Ministério da Saúde, de 2019, 6,4 milhões de crianças brasileiras entre 3 e 12 anos estavam com sobrepeso e cerca de 3,1 milhões delas já apresentavam quadro de obesidade.

Não bastasse os dados alarmantes do levantamento, a estimativa é de que este cenário tenha piorado desde então por conta da pandemia. De acordo com projeção realizada pelo estudo A Epidemia da Obesidade, divulgado este mês, em 2030, 68% da população estará com sobrepeso, ou seja, 7 em cada 10 pessoas, e 26% será obesa.

Assista ao Papo de Mãe sobre obesidade infantil

A boa notícia é que é possível transformar essa realidade. Com conhecimento e boas escolhas podemos ensinar os pequenos a fazerem escolhas inteligentes na hora de se alimentar, ainda que não estejam sob a nossa supervisão.

Para facilitar a rotina, separei algumas dicas de como montar a lancheira dos pequenos com opções saudáveis, incentivando assim uma alimentação balanceada.

O primeiro passo é certificar-se de incluir na lancheira um item de cada grupo alimentar: uma fonte de proteína ou lácteo (leite, iogurte, queijo), uma fruta ou legume in natura, um carboidrato (pães ou cereais) para fornecer energia e uma bebida para hidratar.

Veja também

Na dúvida do que é certo ou errado nesse momento, sempre dê preferência para alimentos integrais e com menor teor de sal e açúcar. No lugar dos sucos de néctar de fruta opte por um iogurte com geleia. Prefira cookies integrais à bolacha recheada. Para sucos naturais escolha frutas com maior tempo de oxidação como manga, abacaxi, goiaba, maracujá e acerola. Para bebidas industrializadas, dê preferência para chás, sucos sem açúcar ou conservantes, água de coco ou água.

Abaixo segue 5 opções de cardápio sugeridos pela nossa nutricionista Geovanna Tita

  1. Torta de legumes + manga + iogurte natural + água
  2. Cupcake de banana + melão + vitamina de leite com fruta
  3. Pipoca + laranja + água de coco
  4. Crepioca com queijo + suco natural de melancia + banana picada
  5. Sanduíche natural com creme de ricota + suco natural de maracujá + salada de frutas
  6. Bolo de laranja + suco natural de abacaxi + pera
  7. Pão de queijo caseiro + suco integral de uva + iogurte com granola
  8. Muffin de banana + uva + água
  9. Banana + castanhas + iogurte com mel
  10. Bolacha de arroz + geleia de frutas natural + mamão picadinho

Ensinar hábitos saudáveis ainda na infância promove resultados significativos na saúde e qualidade de vida. Por isso, é necessário ajudar as crianças em suas escolhas para seu pleno desenvolvimento.

mariane
Mariane De Chiara

*Mariane De Chiara é formada em enfermagem, com experiência no setor público de saúde. Com especialidade voltada a Estética fundou a Clínica Chiquetá em 2012, no ABC Paulista. É idealizadora do projeto Esbeltinho, um programa de gestão de hábitos que conta com uma equipe multidisciplinar (nutricionista, coach, educador físico e pedagogo) atuando sob a supervisão pedagógica de maneira lúdica e divertida, desenvolvendo na criança a segurança nas escolhas alimentares.

ColunistasCriança