Papo de Mãe
Papo de Mãe
» LANCHE SAUDÁVEL

Volta às aulas e o dilema da lancheira

O preparo da lancheira das crianças pode ser também um momento divertido em família. Confira as dicas

Gisele Pavin* Publicado em 04/08/2021, às 14h42 - Atualizado às 16h00

Preparar a lancheira pode ser divertido
Preparar a lancheira pode ser divertido
Oferecido por:


As aulas estão voltando e junto com o sentimento de ansiedade dos pais por esse momento, também entra a preocupação sobre o que colocar na lancheira para a escola!

Para ajudar, preparamos algumas dicas para facilitar a preparação e escolha dos alimentos.

Mas antes de tudo. Por que não convidar seu filho(a) para participar da montagem da lancheira? Este é um jeito gostoso e divertido de ensinar a criança a fazer escolhas saudáveis, e com isso, garantir que a lancheira tenha alimentos adequados, seguros e saborosos.

Veja também

Lembre-se que a criança passa boa parte do seu dia dentro da escola, e por isso, garantir uma nutrição adequada, oferecendo todos os nutrientes necessários, pode ajudar no seu desempenho escolar e na formação de hábitos alimentares saudáveis.

Dicas para uma lancheira saudável

Primeiro passo importantíssimo!

Cuidado com a higiene dos alimentos: Procure sempre lavar frutas, legumes e verduras muito bem antes de colocá-los na lancheira do seu filho (a);

Além de higienizar bem os alimentos, antes de iniciar a montagem da lancheira é importante que você lave bem as mãos, assim como qualquer utensílio (garfo, faca) que vá utilizar durante o preparo.

Armazenamento

Se a lancheira não for térmica, utilize recipientes térmicos para colocar alimentos que precisem de refrigeração;

Evite picar frutas que irão escurecer, como banana ou maçã; por causa disso, a criança pode recusar o alimento. Inclua frutas que têm a casca fácil de retirar, ou então que possam ser consumidas com casca.

Variedade, variedade, variedade

Não torne a lancheira monótona: alterne as preparações salgadas e doces para que a criança não enjoe do lanche;

Envolva a criança no momento do preparo da lancheira. Desse jeito, ele pode opinar sobre suas referências, e você pode ajudá-lo a fazer escolhas saudáveis.

Não desista!

Caso seu filho (a) recuse algum alimento que você colocou na lancheira, não desista! É importante insistir, pois as crianças geralmente recusam um sabor que é novo para elas. Um jeito de driblar isso é apresentar o mesmo alimento de outras formas. Por exemplo: Se seu filho (a) não gostou da cenoura ralada no sanduíche, experimente mandar cenouras cortadas em formato de palitos.

Montando a lancheira

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, a lancheira deve ser composta por:

  • Um líquido: A criança perde líquido com bastante facilidade, devido às atividades escolares e brincadeiras. Assim, nunca se esqueça de colocar na lancheira algo para a criança beber e para reforçar a importância de líquidos coloque uma garrafa de água na mochila.
  • Uma fruta: fonte de fibras, vitaminas e minerais, nutrientes importantes que as crianças precisam.
  • Um tipo de carboidrato: Para fornecer energia e manter a concentração das crianças na escola. Pães, bolachas, bolos caseiros, pipoca.
  • Um tipo de proteína: Proteínas lácteas, ou de origem vegetal, que sejam fortificados com cálcio! Pode ser iogurte, queijo branco, bebida láctea ou bebida proteica de origem vegetal.

Viu só, não é tão difícil assim. Agora é só colocar em prática e chamar os pequenos para ajudar!

Gisele Pavin
Gisele Pavin

*Gisele Pavin, gerente da área de Nutrição, Saúde e Bem-Estar da Nestlé

**O Programa Nestlé por Crianças Mais Saudáveis é uma iniciativa global da Nestlé, que assumiu o compromisso de ajudar 50 milhões de crianças a serem mais saudáveis até 2030 no mundo todo. Desde 1999 foram beneficiadas mais de 3 milhões de crianças no Brasil. 

Com o lema “muda que elas mudam”, a partir de uma plataforma de conteúdo, o programa estimula famílias a adotarem hábitos mais saudáveis e ainda promove um prêmio nacional que ajuda a transformar a realidade de 10 escolas públicas por ano com reformas e mentorias pedagógicas. 

Conheça mais no site do programa

Nestlé por crianças mais saudáveis