Papo de Mãe
Papo de Mãe

ONG Prematuridade.com encabeça tema de campanha mundial

Ação trará importância do contato entre pais e bebês prematuros

Redação Papo de Mãe Publicado em 15/09/2021, às 11h17

Pai e mãe não são visitas dentro da UTI Neonatal. Eles fazem parte do processo do cuidado dos seus filhos
Pai e mãe não são visitas dentro da UTI Neonatal. Eles fazem parte do processo do cuidado dos seus filhos

Já estão em andamento os preparativos para a campanha Novembro Roxo, celebrada internacionalmente, com o objetivo de conscientizar sobre a importância de prevenir o parto prematuro, além de ressaltar os cuidados para uma gestação mais segura. Neste ano, o tema da ação será “Separação zero: aja agora! Mantenha pais e bebês prematuros juntos!”, A temática é definida através de reuniões com ONG’s defensoras da causa, no mundo inteiro e, no Brasil, é encabeçada pela ONG Prematuridade.com.

As reuniões são lideradas pela EFCNI (European Foundation for the Care of Newborn Infants), parceira da ONG Prematuridade.com na Europa e responsável pela Glance Network, rede da qual a organização faz parte e que tem a diretora executiva, Denise Suguitani, como membro do conselho consultivo.

Veja também

“O tema que será tratado neste ano e, que nós da ONG lutamos constantemente, é de extrema relevância, ainda mais neste momento tão crítico de pandemia, no qual preocupadas com o contágio, parte das unidades neonatais adotou uma política de separação, limitando ou proibindo o acesso dos pais aos bebês prematuros”, fala Denise. “Infelizmente, a geopolítica brasileira e as diferenças regionais do sistema de saúde  fizeram com que o convívio dos pais com os bebês internados nos primeiros meses de vida se tornasse um sonho inalcançável para muitos, como demonstram relatos das mães enviados com exclusividade para a ONG Prematuridade.com, durante a pandemia. Nós fizemos o acolhimento de diversas famílias e buscamos intermediar suas solicitações para elas poderem ver seus bebês em diferentes UTIs espalhadas pelo Brasil”, completa.

A diretora-executiva da ONG Prematuridade.com ressalta que a não permissão dos pais dentro das UTI’s neonatais não fere somente o direito familiar, mas também interfere na recuperação do bebê e até mesmo no último adeus de pai e filhos. “A ONG Prematuridade.com abraçou essa ação global por acreditar que pai e mãe não são visitas dentro da UTI Neonatal, mas fazem parte do processo do cuidado dos seus filhos”, pontua.

Assista ao Papo de Mãe sobre bebês prematuros. 

BebêPandemia0 a 2 anosSaúde