Papo de Mãe
Papo de Mãe
» PREMATURIDADE

Whindersson Nunes perde filho, que nasceu prematuro extremo

Com 22 semanas de vida, o bebê João Miguel não resistiu. Entenda os riscos da prematuridade

Carolina Novaes* Publicado em 31/05/2021, às 12h45

Whindersson Nunes e o 1º filho, que nasceu prematuro, com 22 duas semanas de gestação
Whindersson Nunes e o 1º filho, que nasceu prematuro, com 22 duas semanas de gestação - Foto: Reprodução/Redes sociais

Em nota, a assessoria de imprensa do comediante Whindersson Nunes confirmou a morte do primeiro filho dele. "A assessoria do ator informa com tristeza o falecimento de seu filho, João Miguel, na madrugada desta segunda-feira (31). Fruto da união com Maria Lina, o bebê que nasceu de forma prematura, com 22 semanas, não resistiu. Contamos com a compreensão de todos, em solidariedade à família"

No Brasil, 340 mil bebês nascem prematuros todo ano, o equivalente a 931 por dia ou a 6 prematuros a cada 10 minutos. Mais de 12% dos nascimentos no país acontecem antes da gestação completar 37 semanas, o dobro do índice de países europeus, segundo a Biblioteca Virtual em Saúde, do Governo Federal. 

Leia também 

15 milhões de bebês prematuros nascem por ano no mundo

Projeto Nasci Prematuro Brasil busca identificar a realidade do nascimento pré-termo no Brasil

Prevenção da Prematuridade

Para a Dra.Carolina Ambrogini, ginecologista e obstetra, “quanto mais precoce o nascimento, maiores os riscos. Acima de 34 semanas [nós médicos]  já consideramos um prognóstico melhor por ter maturidade pulmonar”. A maturirdade pulmonar diz sobre quando o bebê já produz surfactante, que é uma substância importante para trocas gasosas, e não precisará necessariamente do auxílio de máquinas para conseguir respirar. 

Dra.Carolina Ambrogini, ginecologista e obstetra

“Abaixo disso [34 semanas], sempre de risco, e abaixo de 28 semanas, as chances de sequelas são muito maiores, como alteração na visão, paralisia cerebral, alterações pulmonares, etc.", atenta a obstetra, e conclui dizendo que "22 semanas é muito prematuro e as chances de sobreviver são muito pequenas, [...] quanto mais prematuro, pior é o quadro. Hoje, a medicina, ela já está conseguindo uma sobrevida grande desses bebês”. 

*Carolina Novaes é repórter do Papo de Mãe

Asssita ao Papo de Mãe sobre prematuros até 1 kg. 

BebêFamília0 a 2 anosSaúde