Papo de Mãe
Papo de Mãe

Método BLW: Introdução Alimentar de uma forma diferente

É muito importante que a família tenha uma alimentação saudável. O intuito é que o bebê se alimente dos mesmos alimentos e se espelhe nas figuras dos pais como exemplo.

Roberta Manreza Publicado em 23/02/2021, às 00h00 - Atualizado às 09h54

None
23 de fevereiro de 2021


Veja 8 razões para você usar o Método BLW com o seu bebê: A introdução alimentar sem papinha.

*Por Daniella Machado

O BLW (Baby-led Weaning), que significa em português “Desmame Guiado pelo Bebê”, teve o nome criado pela agente de saúde britânica Gill Rapley, e é um método de introdução alimentar que engloba oferecer alimentos saudáveis, sendo que o bebê passa a ter autonomia e a se alimentar sozinho, criando independência e interagindo nas refeições da família.

É iniciado a partir do 6° mês de idade, após a amamentação exclusiva (preconizada segundo a Organização Mundial da Saúde), passando a transição do leite para os alimentos sólidos. É nesse período que as mães ficam em dúvida sobre o melhor jeito de ofertar os alimentos para seus filhos.

O bebê nessa idade tem total controle do seu corpo e consegue sentar sozinho, fazendo a deglutição com segurança. Mas deve estar se desenvolvendo no ritmo adequado. Os prematuros e aqueles com problemas de saúde necessitam de avaliação individualizada.

A seguir, os benefícios sobre o BLW:

-Total autonomia no controle da fome (comer por necessidade e não por vontade) e da saciedade (comer o necessário para saciar a fome e não por gula);

-Por ser uma abordagem multissensorial, o bebê conhece os alimentos por suas diferentes características (formas, cores, cheiros, texturas e sabores);

-O bebê aprende as funções orais de acordo com a evolução de suas habilidades: morder, mastigar e engolir, em uma ordem fisiológica e natural, durante um período em que está fisiologicamente preparado para prevenir os engasgos (reflexo de gag, mecanismo de defesa do corpo);

-Estimula a autonomia e o interesse pelos talheres e copos, desde que sejam dadas oportunidades;

-O bebê torna-se mais disponível para provar e experimentar alimentos novos, sabendo que pode recusar ou não aceitar algum alimento caso não tenha interesse;

-Desenvolvimento motor;

-Melhor relacionamento com a comida e com o ato de comer;

-Maior interação com os pais, sendo mais prazeroso o momento das refeições.

É muito importante que a família tenha uma alimentação saudável. O intuito é que o bebê se alimente dos mesmos alimentos e se espelhe nas figuras dos pais como exemplo.

De modo geral, há ainda poucas evidências científicas que consideram o BLW como o único método de introdução alimentar. Porém, os estudos científicos que tem sobre esse método e na prática clínica trazem apenas benefícios tanto para aceitação dos alimentos, quanto para o desenvolvimento cognitivo e motor da criança.

Cada bebê tem suas limitações, como alergias e intolerâncias, e é preciso que seja feito um acompanhamento nutricional, junto a família e o pediatra, de forma individualizada para suprir todas as necessidades de cada bebê.

*Por Daniella Machado

Nutricionista Materno Infantil e Funcional

CRN3 – 44592

Instagram: @momentonutricao

Veja também:

5 sinais de que o seu bebê está saudável

A interação entre a mãe e o bebê na gestação

Decoração de quarto para bebê com base na Neurociência




Amamentação / AlimentaçãoCreche / BerçárioCuidadoresDesenvolvimentoDestaquesDicasDiversosBebêMãe / PaiHome0 a 2 anosPrimeira InfânciaSaúde