Papo de Mãe
Papo de Mãe
» REPETIÇÃO

Autossabotagem: entenda o que te leva a ter essas atitudes

A psicóloga Ana Café fala sobre comportamentos autodestrutivos

Ana Café* Publicado em 22/06/2021, às 10h05

A dependência química talvez seja um dos transtornos que mais evidenciam a autossabotagem
A dependência química talvez seja um dos transtornos que mais evidenciam a autossabotagem

O que nos traz a repetir atitudes que nos levam à autodestruição, repetimos atitudes que nos fazem sofrer e vivenciamos situações e relacionamentos que juramos nunca vivermos ou repetirem esses comportamentos.  Muitos são os pacientes que chegam buscando tratamento após perceberem ao longo da vida comportamentos autodestrutivos que se repetem apesar da percepção do mal que isso pode estar acarretando na pessoa e nos que estão a sua volta. 

A dependência química talvez seja um dos transtornos que mais evidenciam este comportamento autodestrutivo.  Sigmund Freud falava da dificuldade que temos de aprender com as experiências em seu texto "Recordar, repetir e elaborar” (1914). 

"O Mito de Sísifo" é um bom exemplo desses comportamentos repetitivos, inconscientes e autodestrutivos.  Criamos hábitos, temos uma rotina normal. O que nos impressiona, são as repetições que destroem vidas. Chamamos esses comportamentos de autossabotagens. 

Veja também: 

Na maioria das vezes, fica difícil compreender porque alguém repete comportamentos que nitidamente são prejudiciais a si e aos outros. Mas a questão é que a pulsão pela repetição é detonada por necessidades que estão fora do nível de consciência, encontram-se no inconsciente e é de forma inconsciente que se dá a repetição e a consequente autossabotagem. 

O que gostaria de salientar aqui é que algumas pessoas acreditam que tem um ganho, um prazer inconsciente neste padrão, mas a vida dessas pessoas se torna um inferno e elas acabam destruídas por essa compulsão em se auto sabotar.

É possível a pessoa perceber essas obsessões repetidas? 

A autossabotagem é um processo interno sustentado por crenças internas limitadoras que faz com que a pessoa ande em círculos, sem perceber que está se fazendo mal. 

No processo de autossabotagem existem vozes internas que dizem "para que tentar, eu não consigo fazer nada bem", "eu não mereço mesmo ser feliz", "parece que nasci para ser traída". 

Geralmente, como já dissemos, este é um processo inconsciente, mas frequentemente o outro sabotador coloca a responsabilidade no mundo externo, em crenças fatalistas e se posiciona como última do processo, o que acaba por gerar sentimentos de autopiedade e muitas vezes dependência pela dificuldade em crescer e se tornar independente.

*Ana Café:

Psicóloga clínica, especializada na prevenção e tratamento da dependência química, especializada em saúde mental da infâncial e adolescência e fundadora do Núcelo Integrado e do Instituto ConstruirSer.

Sobre o Instituto ConstruirSer:

Uma instituição idealizada pela psicóloga clínica Ana Café, que é especialista na prevenção e tratamento de dependência química. O instituto, tem como principal objetivo recuperar e promover a reinserção de dependetes químicos na sociedade através de cursos, consultoria e palestras, promovendo assim a saúde mental e emocional de crianças  e adolescentes, participação ativa da família e da escola, entro outros. O projeto é uma ferramenta de acompanhamento, prevenção e mobilização voltada a crianças, adolescentes e seus familiares que estejam em situação de vulnerabilidade social devido ao uso ou ao convívio com pessoas que façam uso de drogas.  

Assita ao Papo de Mãe sobre autoestima. 

ComportamentoDesafios / DilemasSaúdeVídeos