Papo de Mãe
Papo de Mãe

SAÚDE BUCAL – DICAS DO PAPO DE MÃE!

pmadmin Publicado em 22/03/2011, às 00h00 - Atualizado às 03h24

22 de março de 2011


DICA DE LEITURAVocê sabia que o dente de leite do seu filho pode ser doado para pesquisa?A troca dos dentes de leite é um momento muito especial para a criança e a família, pois é um marco físico que evidencia seu crescimento e desenvolvimento natural. Nesta fase, a criança está recebendo os dentes que devem permanecer saudáveis durante toda a vida adulta e, por isso, deve ser estimulada a continuar cuidando muito bem deles em casa e no consultório odontológico. No livro ‘O Troca-Troca dos Dentes’,  as autoras Dóris Rocha Ruiz, odontopediatra, e Maria Inês Quintanilha, pedagoga, abordam de maneira lúdica o momento da troca dos dentes de leite pelos permanentes. A obra conta a história da fada dos dentes Joaquina e seu ajudante Porcoleta, que levam um dente de leite, de uma criança, que amoleceu e caiu e trocam por um lindo presente da natureza. Lá, no mundo das fadas, para onde eles vão, cuidam do dente e depois voltam para a cidade e o entregam a um dentista muito especial, que reutilizará o dentinho em pesquisas.Por meio desta magia, as autoras explicam para crianças e pais que existem células-tronco nos dentes de leite e que elas podem ajudar a recuperar a saúde das pessoas. De acordo com a autora Dóris Ruiz, é importante ressaltar que o uso das células-tronco obtidas a partir de dentes de leite está restrito às pesquisas nas universidades e os que forem utilizados são coletados no local onde a pesquisa está sendo realizada. “Como os resultados das novas pesquisas estão sendo muito favoráveis, pode ser que em breve este tipo de coleta nas universidades seja aberto a doadores voluntários”, comenta a autora.As profissionais aproveitam a oportunidade para enfatizar também a importância da doação dos dentes de leite ao Banco de Dentes Humanos. “Os dentes que amoleceram e caíram naturalmente ou que foram extraídos pelo dentista podem ser reutilizados nas faculdades de Odontologia para ensino e pesquisa. E por meio desta obra, podemos informar pais e crianças sobre as campanhas de doação e conscientizá-los sobre esta ação”, comenta Dóris.Dóris Rocha Ruiz é especialista em Odontopediatria, mestre em Ciências pela UNIFESP e professora do Curso de Atualização em Odontopediatria da FUNDECTO/ USP. Vice-presidente do Grupo de Saúde Oral da Sociedade de Pediatria de São Paulo / SPSP.Maria Inês Quintanilha é pedagoga formada pela Universidade Mackenzie com especialização em Deficiências de Aprendizagem, Literatura e Artes Visuais.*** UTILIDADE PÚBLICAOdontologia da UnG oferece vagas para tratamento gratuitoInscrições devem ser feitas por telefone. Vagas são voltadas a diabéticos, não fumantes e pessoas entre 18 e 30 anosEstão abertas as inscrições para tratamento gratuito na área de Odontologia da Universidade Guarulhos (UnG). A ação, que faz parte dos estudos do Programa de Pós-Graduação, oferece 400 vagas na área periodontal, divididas da seguinte forma:100 vagas para pacientes com sangramento gengival ou dentes moles; 100 vagas para diabéticos; 100 vagas para pacientes não fumantes; 100 vagas para pessoas de 18 a 30 anos. A inscrição deve ser feita pelo telefone (11) 2464-1674. Os atendimentos acontecerão na Clínica de Odontologia da Universidade, localizada em Guarulhos, na Grande São Paulo. O prazo encerra-se em 31 de março.A periodontite é uma doença infecciosa causada por bactérias que acometem os tecidos periodontais responsáveis pelo suporte dos dentes (gengiva e osso alveolar). Entre os sintomas da patologia estão sangramento da gengiva, presença de cálculo dentário (tártaro), dentes moles e mau hálito. A técnica utilizada para a avaliação do efeito do tratamento é chamada “Checkerboard DNA-DNA hybridization”, realizada em poucos laboratórios no mundo, entre eles o Laboratório de Microbiologia e Biologia Molecular da UnG. A iniciativa recebe financiamento do governo brasileiro através da Fapesp (Fundo de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo); e do governo americano por meio do National Institutes of Health. Milhares de pacientes já foram beneficiados pela ação da Universidade.