Papo de Mãe
Papo de Mãe

Por que os filhos crescem?

Roberta Manreza Publicado em 15/06/2015, às 00h00 - Atualizado em 16/07/2015, às 08h22

None
15 de junho de 2015


Fernanda de Luca*

O nosso trabalho é complicado, todas nós sabemos, né?! rsrsrs  Como eu digo sempre: “Criar filho é fácil, o difícil é educar!” Educar!!!!!

Afinal, a ideia é que nossos filhos sejam pessoas do bem, evitar que apenas entrem na onda, mas sim, saibam lutar contra a maré!! Afffffffff!!! Dureza é quando eles chegam numa fase onde tudo o que dizemos parece bobagem e sem noção!!! É, mamães de pequenos, os seus também vão chegar lá!!!! rsrsrs

O meu filho mais velho, Igor,  já está com 14. É a famosa “aborrescência” ou, pelo menos, o começo dela!!! Quanto ainda há pela frente, lembrando que ainda tenho as gêmeas com 9 anos que estão à caminho, né?! rsrsrs

Enfim, meu adolescentizinho tá preguiçoso, quando eu falo revira os olhos, tudo o que eu peço (até um copo d’água) primeiro dá uma “bufada” (tipo “saco”!!!) e depois decide se faz ou não! Nada é atendido de pronto, de primeira, óbvio!!! Eu falo uma, duas, três, quatro, dez… vinte vezes!!!!!!! E, quase sempre, perco a paciência e dou um grito!!! Acreditam que ainda me culpo?! Gente, essa herança genética de culpa de todas as mães, acho que não tem cura, né?

IMG_1921

Igor, 14 anos. Foto: arquivo pessoal

Mesmo com tudo isso, ainda acho meu filho um adolescente tranquilo e agradeço. É que ele é super direcionado para esportes, adora jogar futebol, vôlei, basquete, handebol, tênis… Não tenho problema com internet ou ficar até altas horas acordado… E, mesmo revirando os olhos, me obedece! Claro que esse é um trabalho que venho fazendo há 14 anos!!!! Sempre coloquei regras, desde que meus filhos eram bebês.

O quê, bebê tem regra? Claro!!!!!! É horário certo pro cochilo, rotina de banho, alimentação, etc. Como dizia minha avó: “É de pequeno que se torce o pepino!!!” Já tinham ouvido essa?! rsrsrsrs

Acho que escrevi tudo isso para chegar a uma única conclusão: às vezes, eu paro e fico olhando pro meu pequeno grande homenzinho (que tá um gato!!!!!) e penso o quanto ele cresceu depressa!!!! Me dá um aperto no peito, um nó na garganta, uma sensação de que está chegando a hora dele ser mais do mundo do que meu!!!! Foi pra isso que eu criei, mas é tão difícil transformar a teoria em prática, viu?

Afinal, por que os filhos crescem, hein?!

*Fernanda de Luca  é mãe, jornalista, produtora, repórter do Programa Papo de Mãe e colunista do Portal Papo de Mãe.




Diversos