Papo de Mãe
Papo de Mãe

O Vento – relato de telespectadora

pmadmin Publicado em 24/11/2010, às 00h00 - Atualizado às 15h13

24 de novembro de 2010


Olá!Dando prosseguimento ao papo sobre Espiritualidade, gostaríamos de publicar este relato que recebemos da nossa telespectadora Ana Maria Alves, no qual ela descreve como sente a existência de Deus e como transmitiu ao filho este mesmo sentimento. Vejam que bonito. Muito obrigada, Ana Maria!!! “Olá. Este relato aconteceu comigo e essa oração foi fundamental para mim quando do nascimento do meu filho, assim que recebi o diagnóstico que ele estava entre a vida e a morte porque tinha nascido com membrana hialina (quando o pulmão não está pronto para o nascimento). Nos três primeiros dias, eu senti a mão de Deus na minha e o seu amor no meu coração dizendo “ele está em minhas mãos, confia…” E nas horas que era para eu me desesperar, isso me acalmava…
O vento
(autoria desconhecida)
Eu nunca, nunca vejo o vento
Mas ele dobra as mais altas árvores mesmo assim
E persegue folhas ao longo do pátio
E faz velejar os navios sobre os mares sem fim
Algumas vezes, o vento é alegre e forte
Algumas vezes, sinto-o minha face beijar
E, ainda assim, apesar de estar tão perto
Não posso vê-lo em lugar nenhum
Eu penso que deve ser assim com Deus
Não posso vê-lo, embora eu sinta que
Ele segura minha mão na sua
Quando não sei o caminho a seguir
Então, quando meu filho tinha 9 anos, me perguntou como é que eu acreditava em Deus sem nunca tê-lo visto… Então eu respondi para ele o seguinte: – Sinta no rosto o vento, veja o balançar das árvores com o vento, olhe para o céu e veja as nuvens se movimentando pelo poder do vento…  – Você vê o vento, meu filho?? E ele respondeu: – Não, mãe, eu não vejo o vento. Aí, eu disse a ele: – Pois é, meu filho, eu não vejo o vento assim como eu não vejo Deus, mas como nós podemos sentir o vento no nosso rosto, eu sinto Deus no meu coração, me amando, me ensinando, me orientando… Não preciso vê-lo fisicamente, só preciso senti-lo dentro de mim. Depois disso, nunca mais ele me perguntou da minha crença.Passados alguns anos, eu é que perguntei a ele como ele acreditava em Deus, e para minha grata surpresa, ele me respondeu: – Uai, mãe, Deus está dentro do meu coração! Creio que para mim foi a confirmação do que a gente ensina e como ensina, com os exemplos acontecidos conosco…  Hoje, meu filho tem 21 anos, faz faculdade e é o meu tesouro. É como eu sempre falo para ele:  – Você é o presente que Deus me deu!!!Essa oração me tocou tão fundo no coração que nunca mais me esqueci. E quando alguém pergunta ou dúvida da presença de Deus, eu a adapto à situação, mas a essência continua a mesma. Infelizmente, não sei a autoria. Mas gostaria que fosse publicada para mais gente sentir o vento beijar o seu rosto nas horas de tormenta, e a mão de Deus a segurar em todas as horas… Parabéns pelo programa! Um abraço da Ana Maria Alves.”***DICA DE HOJE:Os Tratamentos de Fertilização e as Religiões – O Permitido e O ProibidoDr. Arnaldo Schizzi Cambiaghi