Papo de Mãe
Papo de Mãe
» PROTEÇÃO

Junho violeta: resgate do respeito ao idoso

A psicóloga Ana Café para sobre empatia no mês de conscientização do combate à violência contra a pessoa idosa

Ana Café* Publicado em 21/06/2021, às 13h09

Desenvolver a empatia é fundamental no trato com o idoso
Desenvolver a empatia é fundamental no trato com o idoso

Junho Violeta, mais uma ação voltada para nos conscientizarmos do que nunca deveria ter faltado, a consciência. Nesse mês, vamos trazer à tona um tema extremamente doloroso que é a violência contra o idoso. Lembra na minha infância o respeito que tínhamos a nossos avós, as férias na casa deles, onde éramos amados, cuidados e bebíamos da sabedoria que somente a maturidade podemos dar.

"Meu programa favorito era o Sítio do PicaPau Amarelo, onde a Dona Benta era um dos principais personagens e fazia todos sonharem com aquele colo. Somado com a Tia Anastácia que nos alimentava fisicamente e emocionalmente com quitutes maravilhosos."

Ter um mês para lutarmos contra a violência, crueldade e opressão contra idosos me faz pensar para que mundo estamos caminhando e como estamos caminhando. Fica cada vez mais perceptível a perda dos valores de família e a falta de respeito à hierarquia familiar.

Leia também

A terceira idade é a fase de mudanças que nos levam a sentimentos de extrema vulnerabilidade, perda, solidão, e a sensação de finitude muitas vezes seguidas de perda de sentido para a vida. Claro que isso não é sentido por todos da mesma forma, cada pessoa passará para essa fase de maneiras diferenciadas.

É interessante refletirmos aqui que o crescimento das demandas pessoais, o aumento da população, as mudanças nos núcleos familiares tradicionais, faz com que estejamos distantes de momentos cruciais da vida que é a infância com o processo do educar e cuidar de nossos filhos, assim como da terceira idade e preservar aqueles que nos cuidaram.

Essas datas alusivas nos fazem pensar em quais valores estamos construindo, como estamos passando esses para as gerações que estão chegando. É importante lembrar que desenvolver a empatia é fundamental no trato com o idoso, e desenvolver uma cultura de inserção do idoso em atividades de lazer e cultura também faz parte desse processo. A morte só se dá quando deixamos de viver a vida, e não podemos deixar nossos idosos morrerem em vida.

*Ana Café é psicóloga clínica, especializada na prevenção e tratamento da dependência química, especializada em saúde mental da infâncial e adolescência e fundadora do Núcelo Integrado e do Instituto ConstruirSer.

Sobre o Instituto ConstruirSer :

Uma instituição idealizada pela psicóloga clínica Ana Café, que é especialista na prevenção e tratamento de dependência química. O instituto, tem como principal objetivo recuperar e promover a reinserção de dependetes químicos na sociedade através de cursos, consultoria e palestras, promovendo assim a saúde mental e emocional de crianças  e adolescentes, participação ativa da família e da escola, entro outros. O projeto é uma ferramenta de acompanhamento, prevenção e mobilização voltada a crianças, adolescentes e seus familiares que estejam em situação de vulnerabilidade social devido ao uso ou ao convívio com pessoas que façam uso de drogas.  

Assita ao Papo de Mãe sobre quando os filhos cuidam dos pais: 

AvósVídeos