Papo de Mãe
Papo de Mãe

As Paralimpíadas e o descaso das grandes emissoras

Roberta Manreza Publicado em 08/09/2016, às 00h00 - Atualizado em 09/09/2016, às 12h52

None
8 de setembro de 2016


Clarissa Meyer*

Gerou revolta nas redes sociais o fato das grandes emissoras de TV do país não transmitirem a abertura das Paralimpíadas. E com razão. Uma festa linda, caprichada, com atletas vindos de toda parte do mundo, verdadeiros exemplos de superação…

Nós sabemos que os Jogos Paralímpicos têm números consideravelmente menores que o da Olimpíada, mas isso não quer dizer que as pessoas não querem assistir, que os atletas não devam ser prestigiados!

De TV aberta, somente a TV Brasil transmitiu a abertura. Sportv, que é por assinatura, também transmitiu, mas e aí? Todo mundo tem TV por assinatura no Brasil??? As outras emissoras nem “tchum”, no máximo um comentário aqui outro acolá ou a transmissão dos “melhores momentos”…  Ah, façam-me o favor! 

aberturaparalimpiadasestadao

Maestro João Carlos Martins toca o Hino Nacional na abertura das Paralimpíadas do Rio 2016. Foto: Wilton Junior / Estadão

Mas querem saber? No fim das contas, este é o retrato mais fiel de como o nosso país trata os nossos deficientes. Sim, eles estão em último plano, à margem da sociedade, como se fossem menos importantes, menos cidadãos.

A inclusão é legal e bonita apenas quando convém… Que vergonha, que absurdo!!!

Confiram um print que eu fiz rapidamente agora no Twitter:

printparalimpiadas

Bem, mas já que não deu para assistir à abertura, vamos prestigiar os jogos! A Paralímpiada acontece de 7 a 18 de setembro no Rio. Serão disputadas 23 modalidades, e um total de 528 provas distribuirão medalhas. Dessas, 225 são femininas, 265 masculinas e 38 mistas.

Assista ao Papo de Mãe sobre Inclusão Social, Filhos Cadeirantes e Mães com Nanismo

*Clarissa Meyer é mãe, advogada e coordenadora do Portal Papo de Mãe. Contato: clarissa@papodemae.com.br.




Clarissa MeyerDestaquesDiversosHome