Papo de Mãe
Papo de Mãe

Relato pessoal – por Pedrinho Tonelada

pmadmin Publicado em 17/12/2010, às 00h00 - Atualizado às 12h37

17 de dezembro de 2010




Pedrinho Tonelada

Olá, pessoal do Papo de Mãe, aqui quem fala é o Pedrinho Tonelada.

No último domingo, mostramos os problemas sobre obesidade vividos por muitos brasileiros, mas muitos mesmo. E desse negócio de obesidade eu entendo, e como…

Mas não pensem que fui gordinho assim a vida toda, não. Quando pequeno, eu não era de comer muito e também praticava esportes no colégio. Caminhava bastante, quer dizer, não parava nunca. O tempo todo que me lembro estava em atividade, sabem como é quando se é criança…Minha mãe era o que pode-se dizer uma mulher de peso médio, não era gorda, mas também não era magrinha, me entendem? Quanto ao meu pai, ele era um homem magro. Me lembro que comíamos muita massa, frituras em geral, muito gratinado e sempre fazíamos nossas refeições com pão. Meu pai não comia se não tivesse o pão à mesa.Nos meus tempos de adolescente, não fugi muito à regra. Continuei com os mesmos hábitos alimentares, só que continuava a fazer meus exercícios e a caminhar muito. Como não tinha grana para comprar um carro, então o negócio era sola do pé!Me mantive magro por muitos anos. Quando finalizei os estudos, a coisa começou a mudar um pouquinho, para depois mudar um poucão – eu não disse porção, ok ? rsrsVou explicar. Entrei no mercado de trabalho, juntei dinheiro e… comprei meu primeiro carro! Um fusca – quem não teve um??? Pergunto isso pra galera da minha geração, não pra geração hambúrguer, certo?Com meu carro na mão, não precisei mais sair a pé, que bom, né? Bom nada, foi aí que comecei a ganhar os meus primeiros quilinhos… “Que fofura!!!” É, no início, você é uma fofura… É o que as pessoas mais ligadas a você dizem. Mas isso é uma tremenda roubada. Depois desses primeiros quilos, vai ficando cada vez mais difícil perder peso e a gente acaba perdendo o controle.Aí você conhece uma pessoa, começa a namorar, o tempo passa e você fala “cansei de ficar sozinho, vou me casar”. Não que o casamento seja prejudicial à saúde, mas a verdade é que você, de uma certa forma, se acomoda. Aí você já não sai mais para a balada, não joga mais bola com os amigos com tanta frequência, vem as comidinhas para depois do amor como dizia Vinícius de Moraes, e você não para mais de ganhar peso… Quando vai se pesar, arregala os olhos quando a balança te acusa com aquele ponteiro como se fosse a seta de uma flecha lhe dizendo seu peso subiu mais um pouco – já não é mais um pouquinho! E agora, o que fazer??Você começa a fazer dietas por conta própria, procura um endócrino, ou várias dietas populares e começa aquela maratona que acaba sempre te levando a não emagrecer. Mesmo por que você já não tem mais tanto pique para fazer, não é mesmo?Mas pessoal, pasmem, tudo isso aconteceu comigo. Digo, aconteceu, mas continuo gordinho. É só me ver no programa que vocês irão comprovar. Mas o fato de ser obeso não é nada legal, não pela aparência, mas sim pela saúde, que aos poucos vai complicando, te detona silenciosamente e quando você se dá conta, a coisa pode estar bem feia…Brinco com meu peso e o dos outros, mas tenho consciência de que bom não é. O obeso tem problemas circulatórios nas pernas devido ao peso, diabetes, colesterol alto, problemas no coração e por aí vai.Agora, pessoal, brincadeiras à parte, nós os gordinhos temos de nos cuidar. Obesidade já é um problema mundial e nós, brasileiros, não somos exceção. O negócio é procurar ajuda médica e com total responsabilidade tentar reverter o quadro da obesidade, mantendo uma dieta equilibrada e com exercícios físicos diários. É isso aí… vamos nos ligar!Beijão a todos!Pedrinho Tonelada, repórter do Papo de Mãe PS: Mas que uma feijoadinha caí bem… ahhhhh!!!!!
*** Obrigada, Pedrinho!!! Você é sim uma fofura, uma simpatia!!! Mas tudo que você falou é verdade. Pessoal, é preciso ensinar desde cedo bons hábitos às crianças, pois a tendência é que elas o levem para a vida toda, tal como fez o Pedrinho. Aí, quando a vida já não é mais tão ativa e o metabolismo já não é mais o mesmo, o problema com o peso aparece. Como disse o Pedrinho: “vamos nos ligar”!!! Beijo a todos e até mais!!!