Papo de Mãe
Papo de Mãe

S.O.S PAPO DE MÃE e muito mais!

pmadmin Publicado em 19/05/2011, às 00h00 - Atualizado às 14h17

19 de maio de 2011


Oi Pessoal!Antes de fecharmos as postagens sobre o tema PERDAS, gostaríamos de publicar este “SOS” que tem a ver com o que foi dito durante o programa sobre as possíveis reações de uma criança diante de uma perda ou abalo emocional. Contudo, não podemos esquecer que a enurese noturna (xixi na cama) também pode ter causa física – não apenas emocional -, por isto,  sempre é bom consultar um médico para uma avaliação.Na sequência, vocês conferem o relato de uma telespectadora sobre fé e superação. E para terminar, uma bela poesia de autoria de uma mãe que perdeu seu filho e hoje se dedica a escrever para aliviar a dor da ausência. Tem também uma dica bacana! S.O.S. PAPO DE MÃEQUEM PERGUNTA:  telespectadora que prefere não se identificar
“Por favor, gostaria de saber se é normal o meu filho de 10 anos ainda fazer xixi na cama todas as noites? Aguardo resposta. Muito obrigada.”QUEM RESPONDE: a terapeuta Sílvia Lobo, que esteve presente como especialista convidada no Papo de Mãe sobre PERDAS, exibido em 15.05.2011.“É esperado que um menino de 10 anos já tenha adquirido o controle do seu corpo no que diz respeito ao xixi e ao cocô. Esta permanência do tempo deste comportamento mais infantil nos remete a algo que se passa dentro dele, em seu mundo emocional. Seu filho pode estar às voltas com algum tipo de temor ou confusão, que se expressa deste modo. Converse com ele mais, não só sobre a cama molhada, mas sobre a vida: o que gosta, o que o aborrece, o que talvez o preocupe. Ajude-o a entender um pouco melhor o mundo que o cerca e a sentir- se um pouco mais seguro dentro dele. A ansiedade e o descontrole que expressa através do xixi na cama deve melhorar ou passar. Contudo, se isto não acontecer busque a ajuda de um terapeuta.Boa Sorte. Silvia Lobo”***RELATO DE FÉ E SUPERAÇÃO “A avó do meu genro ficou viúva quando o pai dele tinha 9 anos. Hoje ele está com 57 anos. Ela conta que no princípio se trancava no banheiro e chorava até não poder mais. Na frente das crianças, nunca. Conseguiu guiar todos pelo caminho reto do bem.Até hoje ele é o amor da vida dela. Ela está com 92 anos e espera ansiosamente o momento do reencontro. É a pessoa mais alegre e otimista que eu já tive o prazer de conhecer.Nós somos espíritas, estudamos o Evangelho à luz da codificação de Alan Kardec. E acreditamos piamente que a vida continua, somente mudamos de plano vibracional. É esse pensamento que a mantém viva e feliz. Nas minhas orações, peço ao Pai Criador esse mesmo tipo de coragem e ânimo, porque é isso que Ele espera de nós. Muita paz para todos. Beijos. Tânia Lúcia”.***PROCURAProcuro o espelhoa imagem-miragem,o vestido vermelho,o perfume de malvae o carmim na pele alva…Procuro a anágua de renda,o velho livro de lenda,o homem de branco,o rosto, o jogoe o olhar de fogo!Procuro a pinturaa enfeitar envelhecidas paredes…Procuro a canastra de sedasa preciosa cesta de costuraso crivo, o matiz, o bordado,o tempo guardado em retalhos de vida…E o vestido vermelho,dependurado, mudo, agora desbotado,roto, puído, rasgado,surrado pelos maus tratos da lida,continua contando histórias perdidas…Na minha solidão,procuro o trilho, o caminho,e a volta ao encantado ninho…Vejo tuas mãos sensíveisansiosas buscando as minhas,lembro então teus suaves carinhos…E a cadeira de balanço, vazia,continua noite adentro,embalando os nossos sonhos… Por Amélia Luz – Pirapetinga/MG*** DICA DE HOJEXVIII Noite da Pizza –Projeto Menina Mãe