Papo de Mãe
Papo de Mãe
» OPINIÃO

Vou te contar uma coisa: nós, as mulheres, envelhecemos. E que bom!

Por que as mulheres têm que ser eternamente jovens e magras? A sociedade precisa parar de ser cruel com a gente

Mariana Kotscho* Publicado em 09/11/2021, às 09h57

Envelhecer faz parte da vida
Envelhecer faz parte da vida

Eu não sei quando foi que determinaram que "velha" e "gorda" seriam palavras que se tornariam um xingamento. Afinal, qual o problema de ser velha ou gorda? Por que, afinal, uma pessoa com essas características é tida como praticamente uma ofensa à sociedade?

Homens também sofrem com o "xingamento" de "velho". Meu pai mesmo, um velho (fato e não xingamento) de 73 anos, o jornalista Ricardo Kotscho, colunista do UOL, que fala o que pensa e há quase 60 anos escreve na imprensa brasileira como poucos, tem sofrido de "velhofobia". É só ele se expressar que lá vem a parcela da juventude que acha que sabe tudo e que nunca vai envelhecer para o chamar de velho gagá e mandar ele se aposentar. Ele ri. Também é gordo. Mas isso ninguém liga não. Homem gordo parece que "pode". O "problema" é ser mulher. Uma mulher gorda? Nossa, parece algo inadmissível. Gorda e velha então, como alguém ousa?

É assim. A velhofobia e a gordofobia têm gênero. Notem que o homem velho é xingado pela sua mente "gagá". Já a mulher é pela aparência: "Nossa, envelheceu mal" ou "Nossa, o tempo passou mesmo" ou "Nossa, que caída". Como se ficar velha fosse um erro ou uma opção.

Assista ao Papo de Mãe sobre preconceitos

Eu estou com quase 50 anos. Desde os 21 trabalho em televisão (comecei no SBT, atualmente estou na TV Globo). Esta semana postei numa rede social a foto do meu primeiro crachá da Rede Globo, aos 23 anos. E, nos comentários, foi inevitável aparecer a frase: "É, a idade chegou. Tristeza." A mensagem veio seguida de um kkkkk. A pessoa depois disse que era brincadeira. Ué, mas a idade chegou mesmo. E qual o problema?

mariana crachá
Mariana Kotscho, aos 23 anos. Foto: arquivo pessoal

Como é possível sermos aos 50, 60, 70 como éramos aos 20? Daí começam todas as cobranças estéticas das quais a indústria da beleza se beneficia. Ok, tudo bem a pessoa querer se sentir bonita, se cuidar. Mas muitas vezes a cobrança social é tanta que há um exagero e passa-se do ponto. Então alguém determinou que as mulheres não podem ter rugas, que a boca tem que ter lábios grossos, as bochechas devem ser chupadas e o nariz afilado. Em busca deste padrão, há mulheres ficando deformadas e infelizes, inclusive algumas vítimas de erro médico. Não é hora de pararmos e refletirmos sobre isso?

Certa vez fui apresentar um programa e recebi um recado de que não deveria mais usar blusa sem manga "porque não tinha mais idade pra isso pois meu braço não era mais tão fino". O que isso quer dizer? Que além das minhas rugas e das minhas bochechas grandes os meus braços também seriam "ofensivos" ao público? E eu que achava que o importante era o tema que eu ia debater....

Veja também

Também me lembro numa outra ocasião quando estava de licença-maternidade de um dos meus 3 filhos e recebi uma ligação animada de um jornalista querendo me convidar para ser apresentadora numa emissora concorrente. Eu disse que tinha acabado de ter bebê, mas aceitava conversar. Ele logo desistiu da proposta: Teve bebê? Ah, então deixa, deve estar gordinha, vai demorar para emagrecer...

É, ao longo da vida engordei, emagreci e assim vou seguindo. Mas nunca mais vou ter 20 anos de novo e não preciso sair pedindo desculpas por isso.

Passam pela minha cabeça agora tantas mulheres que entrevistei ao longo da vida e que me disseram que tinham sido recusadas em empregos porque eram velhas ou eram gordas e ouviram coisas como "o uniforme não cairia bem". Me incomodou demais também a postagem nas redes sociais de algumas pessoas enaltecendo o ator Pierce Brosnan por continuar há tantos anos com a mesma mulher "apesar de ela ter engordado", como se isso fizesse dele um homem especial. Alguma vez alguém destacou uma mulher dizendo que ela era muito legal porque continuava com o marido apesar de ele ser gordo?

pierce
Pierce Brosnan e esposa. Fonte: redes sociais

Ah, e vamos carregar como um exemplo lindo a Marília Mendonça, que fez sucesso sendo ela, do jeito dela. Homens que comentaram coisas como "conquistou um mercado "apesar de estar acima do peso" podiam ter guardado sua opinião só para eles. Ou alguém se pesa para cantar? Ou alguma vez fizeram este tipo de comentário de cantores homens?

Sim, gordofobia e velhofobia têm genêro e são ainda mais cruéis com as mulheres. O jeito é ligar aquela chavinha do dane-se e rir, como faz meu velho (com orgulho) pai. Afinal, só não fica velho, ou velha, quem morre cedo. E isso sim é que é muito triste.

mariana kotscho
Mariana Kotscho, no estúdio do Papo de Mãe   Foto: Nadja Kouchi

*Mariana Kotscho é jornalista

ColunistasMariana KotschoDireitos da mulher