Papo de Mãe
Papo de Mãe
» MATERNIDADE

Você enxerga os dons e talentos dos seus filhos?

A colunista Renata Rivetti fala sobre como podemos ter um novo olhar para nossos filhos e assim identificar dons e talentos

Renata Rivetti* Publicado em 17/03/2022, às 08h29

É importante que pais observem seus filhos para conhecê-los bem
É importante que pais observem seus filhos para conhecê-los bem

A felicidade é uma das questões mais importantes para o ser humano. Nossas escolhas, mesmo que inconsciente, são movidas pelo desejo por uma vida feliz. E quando pensamos na maternidade, a felicidade dos filhos talvez seja uma das maiores realizações dos pais.

Todos querem filhos otimistas, felizes, realizados, saudáveis. Porém, no dia a dia, ao invés de fortalecer suas forças e talentos, muitas vezes mães e pais atuam na crítica e julgamentos, olhando muito mais as fraquezas dos seus filhos. E aos poucos essas crianças vão crescendo na insegurança e baixa autoestima.

Há algumas décadas a psicologia positiva tem complementado o olhar da psicologia tradicional, saindo do foco exclusivo da reparação de aspectos negativos para a construção de comportamentos e aspectos mais saudáveis. Ao invés de olhar somente o que não funciona, as doenças e desafios, por que não olhar o que nos faz florescer.

Assista entrevista sobre educação não violenta

Um estudo da Search Institute, organização que conduz e aplica pesquisas sobre desenvolvimento positivo das crianças e adolescentes, diz que 70% das crianças sentem que os adultos na escola não as reconhecem. E de fato, desde pequenos somos tratados sem que percebam nossa essência, como se o sucesso fosse um caminho igual para todos, sem particularidades.

Porém, quando mudamos esse olhar e entendemos quais as forças e talentos particulares daquela criança nós a ajudamos a evoluir, crescer, realizar, ter sucesso e inclusive ser mais feliz. Um estudo muito interessante, chamado Efeito Pigmaleão, foi realizado em 1960 pelo psicólogo de Harvard Robert Rosenthal, no qual ele realizava uma avaliação com alunos para identificar os 20% com melhor desempenho. Com o resultado, Rosenthal compartilhava com os professores que tinham sido os 20% dos alunos com melhor desempenho. Porém, na realidade essas crianças tinham sido escolhidas de forma aleatória e não pela avaliação que fizeram, ou seja, as crianças que os professores acreditaram ter melhor desempenho na verdade não tinham.

Veja também

Mas como os professores acreditaram, começaram a desafiar mais e dar mais atenção a essas crianças com suposto alto desempenho. O surpreendente foi que no final do ano, de fato, essas crianças tinham realizado muito acima da média. A conclusão do estudo foi de que por terem sido desafiados, reconhecidos com mais atenção, esses alunos cumpriram com as expectativas que tinham sobre eles e se sentiam reconhecidos e valorizados, o que os fez estudar mais e se saírem melhor.

Ser uma mãe que olha as forças dos filhos não é ignorar suas fraquezas e ser passiva com seus erros. É somente tentar enxergar quem de fato é seu filho e o que ele sabe melhor, quais são seus dons e talentos, suas forças. E ajudar a fortalecê-las. Está na hora de pararmos de colocar nossas expectativas e sonhos nos outros e passar a olhar para os filhos enxergando quem de fato são.

renata rivetti
Renata Rivetti

*Renata Rivetti - especialista em felicidade e diretora da Reconnect Happiness at Work. Formada em administração pela FGV. Possui Pós-Graduação em Psicologia Positiva, Ciência do Bem-Estar e Autorrealização pela PUC-RS e Especialização em Estudos da Felicidade na Happiness Studies Academy (Tal Ben-Shahar). Compõe o corpo docente do “MBA Felicidade Organizacional Happiness Business School e ISEC - Instituto Superior de Educação e Ciências em Lisboa - ministrando as aulas de “Psicologia Positiva e Ciência da Felicidade”.

Para escrever para a Renata Rivetti clique aqui

Acompanhe o Papo de Mãe nas redes sociais:

Instagram: @papodemaeoficial l Twitter: @papodemae l Facebook

ColunistasRenata Rivetti