Papo de Mãe
Papo de Mãe

Vida do casal depois dos filhos: texto de telespectadora!

pmadmin Publicado em 23/10/2013, às 00h00 - Atualizado em 19/09/2014, às 19h25

23 de outubro de 2013


O amor do casal depois do primeiro filhoPor Maura Camargo*A chegada do primeiro filho em uma família muda tanto a nossa rotina que não caberia em um texto de blog descrever todas as adaptações. Mas uma dessas mudanças merece bastante atenção, pois pode colocar a relação entre os novos pai e mãe em sério risco.
O amor que existe entre o casal muda muito com a chegada do primeiro filho. Entenda o que eu quero dizer por “amor” como as manifestações desse sentimento, desde a dedicação de tempo, atenção, passando pelo carinho e chegando ao sexo. Tudo isso muda muito com a chegada do bebê e o casal precisa estar atento para não deixar a relação esfriar e se transformarem em “irmãos”.Mas há maneiras de encarar essa mudança, fazendo com que o amor permaneça forte mesmo com esse novo paradigma. Para começar, ambos precisam aceitar que a rotina não será mais a mesma. Parece simples, mas tanto um como o outro precisam entender que os dois estarão mais cansados, tanto física quanto mentalmente quando começam a tomar conta de um ser tão pequenino e frágil, que precisa de atenção 24 horas por dia. Digo isso porque muitos casais parecem não estar atentos a esse fato. Filho toma tempo e, com isso, você vai deixar de fazer um monte de coisas. Se um relacionamento a dois requer que a gente abra mão de algumas coisas, quando colocamos um filho na mistura, a mão tem que abrir ainda mais. Uma boa conversa entre o casal pode fazer com que vocês esqueçam por um tempo algumas atividades que faziam sozinhos e mantenham foco naquelas que os unem. Vocês vão precisar muito um do outro nesse momento e trabalhar a união pode ser muito recompensador!Outra coisa: se deem tempo a sós. Tempo com qualidade. Claro que todos ficamos fascinados quando o primeiro filho chega, mas arrumem brechas na semana para ficarem sozinhos, sem o bebê e mais ninguém. Isso pode ser arrumado com babás, avós, padrinhos, enfim, sempre dá pra dar um jeito. E aproveitem esse tempo para namorar, como no começo. Façam coisas divertidas, que aproximam os dois. Mexer o corpo junto é sempre bom – uma aula de dança para o casal, por exemplo, pode fazer maravilhas na sua relação porque coloca um sentindo o corpo do outro, enquanto diverte e até exercita. Existem terapias de casais que trabalham a intimidade, o contato com o corpo do parceiro e a relação como um todo que podem ser muito úteis nessa fase. E não se preocupem com aquela sensação de abandono que dá quando deixamos o filho com alguém – quando cuidamos do nosso relacionamento, ficamos mais unidos, mais próximos e isso faz um bem danado pra criança.Não esqueçam de se surpreender. Lembrem-se sempre que aquela criança é fruto de um amor, de um sentimento sublime que une vocês dois. Sendo assim, vivenciem esse amor. Cuidem um do outro, sejam gentis e carinhosos mesmos nos momentos de estresse. O cansaço não precisa afastar o casal. Se ajudem sem que um precise pedir. Sejam mais românticos, deem uma atenção diferenciada. Vocês vão perceber que isso dá mais força para a nova rotina. E não estou nem falando de presentes, ou coisas assim… Todo mundo se sente melhor quando o parceiro chega no ouvido e enche nossa bola com  frases de amor lindas e inesperadas.Enfim, o primeiro filho chega no mundo precisando de muito carinho e de muito amor. Mas, assim como ele, a relação do casal também precisa de atenção e energia. Saber caminhar em direção ao equilíbrio pode trazer muitas alegrias para essa relação a três!Experimentem-se!*Maura Camargo é telespectadora do Papo de Mãe, blogueira e disseminadora das frases de amor mais bonitas da internet! Acesse:http://frasesdeamor.caDICA: CliqueAQUI e reveja o Papo de Mãe sobre “A vida do casal depois dos filhos”.


Diversos