Papo de Mãe
Papo de Mãe

Vaidade na gravidez não pode ameaçar a saúde

Mariana Kotscho Publicado em 17/03/2021, às 00h00 - Atualizado às 12h11

None
17 de março de 2021


O ginecologista e obstetra Gustavo Kröger fala sobre procedimentos estéticos que não são indicados na gravidez, como extensão de unhas, cílios e cabelos.

Por Papo de Mãe*

Muitas mulheres estão habituadas a fazer extensão de unhas, mas o procedimento não é indicado para grávidas, segundo o ginecologista e obstetra Gustavo Kröger, que, aliás, não recomenda nem para não gestantes.

Extensão de unhas não é recomendada na gravidez

Ele explica que colar uma unha postiça aumenta o risco de quebrar a unha e de desenvolver fungos e bactérias. “Micoses de unha são extremamentes difíceis de tratar e pode precisar usar antibióticos, o que não é indicado na gravidez”.

A possibilidade de perder a unha é grande. E a gestante tem a imunidade mais comprometida, aumentando assim os riscos. Pintar a unha pode, diz o ginecologista, de preferência com esmalte antialérgico.

A extensão de cílios, sobrancelhas e cabelos também não é indicada na gestação

Certos materiais usados para colar os fios de cílios e cabelos podem interferir no uso do bisturi elétrico em caso de necessidade de cirurgia na gestante. Pessoas com extensão de cílios chegam a ter queimaduras nesses casos. Portanto, a mulher que tem extensão e passa por cesárea, por exemplo, se coloca em perigo se o médico usar bisturi elétrico, explica o Dr. Gustavo Kröger.

“Entendo querer estar bonita para o parto, mas sem afetar a saúde”, recomenda o médico.

Extensão de cílios não é recomendada na gravidez

Veja também

O que é infertilidade? Dr.Gustavo Kröger responde.

O que é reserva ovariana?

Congelamento de óvulos: quando é indicado?




ColunistasGustavo KrögerHomeGravidezVídeos