Papo de Mãe
Papo de Mãe
» SAÚDE INFANTIL

Vacinação infantil previne sequelas e formas graves de doenças

Entenda a importância de vacinação infantil contra a covid-19

Dra. Maria Raquel Yazbek* Publicado em 18/02/2022, às 07h00

A princípio, não há contra indicação para vacinação infantil - Foto: Fiocruz
A princípio, não há contra indicação para vacinação infantil - Foto: Fiocruz

A vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19 começou em janeiro no Brasil e mais de 30% do público-alvo já foi imunizado no Estado de São Paulo. O ato de vacinar as crianças é muito importante neste momento. Isso se dá pois, com essa nova variante, em muitos casos a criança vem sendo o vínculo de transmissão.

Com a volta às aulas, a vacinação infantil passa a ser ainda mais importante. As vacinas, em geral, estão relacionadas com a prevenção da doença. Apesar de não impedir a criança de ter a doença, previne a forma grave e também previne sequelas.

Assista ao Papo de Mãe sobre vacinas

Para que a vacina seja realmente eficaz, é necessário que todas as doses indicadas, inclusive as de reforço, sejam aplicadas. Em relação aos efeitos colaterais da vacina contra covid-19, os pais e os responsáveis podem esperar que as crianças tenham as mesmas reações que tiveram com outras vacinas, como dor e febre no local da injeção, que, em média, podem durar até 5 dias.

No momento da vacinação, as crianças precisam estar acompanhadas por pais ou responsáveis, que também devem levar os documentos de identificação da criança. Não há necessidade de um documento do pediatra autorizando. Porém, se os pais não quiserem vaciná-los, terão que justificar.

Veja também

A princípio, não há contra indicação para vacinação infantil, tanto que crianças com comorbidades foram as primeiras indicadas a tomar a vacina contra covid-19.

Dra. Maria Raquel Yazbek
Dra. Maria Raquel Yazbek

*A Dra. Maria Raquel Moreira Garutti Yazbek é médica formada pela Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp), com especialização em Pediatria pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC). Também possui especialização em Gastroentoterologia e Hepatologia Infantil pelo Hospital das Clínicas, na Faculdade de Medicina de São Paulo (USP).

Acompanhe o Papo de Mãe nas redes sociais:

Instagram: @papodemaeoficial l Twitter: @papodemae l Facebook

ColunistasCriançaSaúde