Papo de Mãe
Papo de Mãe

UTILIDADE PÚBLICA – COMO EVITAR ACIDENTES EM MARES, PISCINAS E ETC.

pmadmin Publicado em 29/11/2012, às 00h00 - Atualizado em 19/09/2014, às 19h28

29 de novembro de 2012


As férias estão chegando e neste momento tudo o que mais queremos é relaxar e aproveitar as praias e as piscinas, não é verdade? Pois é, mas é importante lembrar sempre dos cuidados com os pequenos.

A seguir reproduzimos as dicas de segurança da Ong Férias Vivas. Vale a pena dar uma conferida para poder desfrutar das férias com tranquilidade! ESPELHOS D’ÁGUA

  Fonte: www.feriasvivas.org.br

1. Dicas de Segurança

Todo espelho d’água frequentado para banho deve ser protegido por Guarda- Vidas. O Guarda-Vidas é um profissional treinado para proteger o banhista, orientando quanto ao local mais seguro e agindo em caso de emergências.

Sua competência básica é a prevenção do afogamento, socorro a afogados ou outras emergências junto aos banhistas. Não freqüente praias isoladas, onde não exista este profissional.

Muitos estados do Brasil exigem por lei que clubes, hotéis ou parques públicos que possuam piscinas, disponham de um serviço de proteção com Guarda-Vidas.

 Não entre na água após ingerir alimentos em demasia ou uso de bebidas alcoólicas;

 Não mergulhe em locais cuja profundidade desconheça;

 Evite e proíba brincadeiras do tipo empurrar pessoas ou “cavalinho”;

 Caso presencie um afogamento, não entre na água para tentar o salvamento. Chame o Guarda-Vidas que possui habilidade e treinamento específico. Enquanto isso procure elementos flutuantes como bóias, caixas de isopor, garrafas de refrigerante tipo pet, e atire para a vítima.

Piscinas

 Verifique se o deck à volta da piscina está limpo, livre de objetos cortantes, de vidro ou que possam criar perigo de um tropeção;

 Mantenha eletrodomésticos ou outros utensílios elétricos longe da piscina;

 Não deixe crianças brincando na piscina sem um responsável por perto;

 Não deixe brinquedos em volta ou dentro da piscina;

 Não permita que crianças corram ao redor das piscinas;

 Prenda cabelos compridos para prevenir-se de sucção pelo ralo.

No mar

 Não nade muito distante da praia e evite locais profundos, pois ninguém está livre de um mal estar ou mesmo câimbras na água;

 Não se aproxime por mar de pedras e costeira. Elas abrigam valas e correntezas perigosas;

 Caso sinta “o mar puxando”, mantenha a calma e nade paralelamente a praia, pois as correntezas em geral são limitadas e terminam logo após a região de arrebentação das ondas;

 Se for contemplar a paisagem, afaste-se de costeiras e pedras que costumam ser escorregadias e sujeitas ao sabor das ondas;

 Não nade próximo de embarcações motorizadas;

 Em caso de tempestades saia da orla e procure abrigo junto a construções;

Lagoas, lagos artificiais e represas

 Evite locais profundos e longe da margem, por risco de câimbra ou mal estar;

 Não mergulhe em águas turvas e lodosas. Emaranhados de troncos e galhos podem prender o nadador no fundo;

 Em hipótese alguma salte de cabeça em locais desconhecidos, muitas pessoas acabam se machucando gravemente em locais rasos desta maneira;

 Atenção para pedras próximas à água, que possuem limo e são escorregadias.

 Fonte: www.feriasvivas.org




Diversos