Papo de Mãe
Papo de Mãe

S.O.S. PAPO DE MÃE

pmadmin Publicado em 22/06/2011, às 00h00 - Atualizado em 19/09/2014, às 19h46

None
22 de junho de 2011


QUEM PERGUNTA: a telespectadora Michelle“Meu filho tem 4 anos e ir para escola parece ser uma tragédia! Ele tem algum trauma porque chega até a ficar doente. Ele diz que a tia não ajuda e que fica com muito medo. Já levei para psicóloga e não sei mais o quê fazer! Não sei até onde é medo ou preguiça de estudar…”QUEM RESPONDE: a psicopedagoga Ana Cláudia A. Batista Oliveira, especialista convidada pelo Papo de Mãe  (“Meu filho não gosta de estudar”), exibido em 19.06.2011.
Ana Cláudia 
“O ingresso na escola requer alguns cuidados no âmbito da adaptação. Nesta fase, os pais precisam estar seguros se é o momento certo para ir à escola, pois essa adaptação é de todos! O próximo passo é a escolha da escola, que não é algo fácil, mas que é preciso ter critérios claros nesse momento. Oriento alguns pais que reflitam sobre a forma como querem educar seus filhos e assim, escolham uma escola que tenha uma proposta pertinente a essa formação. Verificar a proposta pedagógica, a formação dos professores e a experiência deles são fatores fundamentais para a escolha certa. Considero a Educação Infantil a base para o sucesso escolar e pessoal do aluno. No seu caso, analise como foi esse processo de escolha e adaptação da escola. Quando o seu filho diz que tem medo e que a professora não o ajuda, é importante verificar se essa insegurança não está relacionada ao convívio social, que é natural acontecer, pois geralmente em casa ele não se depara com conflitos e tem tudo à disposição dele, e na escola ele sai dessa zona de conforto. Dizer que é preguiça ou que não gosta de estudar é prematuro neste momento, mas algo está acontecendo sim. Vale a pena ter uma boa conversa com a professora/coordenadora e traçar algumas metas para essa readaptação.”***DICA DE UTILIDADE PÚBLICAOdontologia da UnG seleciona pacientes para tratamento ortodôntico A Universidade Guarulhos (UnG) seleciona pacientes com, no mínimo, 30 anos, sem muita perda dentária e sem sangramento para tratamento ortodôntico gratuito. A iniciativa faz parte dos estudos do Doutorado em Odontologia da Instituição. São 25 vagas voltadas a pacientes que necessitam de aparelho para correção da arcada dentária, seja para fins estéticos ou funcionais. Segundo os especialistas responsáveis pela ação, o curso oferecerá gratuitamente todo tratamento. Os pacientes selecionados deverão arcar apenas com o valor das documentações (inicial e final) e duas tomografias. Os interessados devem se inscrever para triagem pelo telefone (11) 2464-1674. Os atendimentos acontecerão na Clínica de Odontologia da UnG, localizada em Guarulhos, na Grande São Paulo. As inscrições serão aceitas até as 25 vagas serem preenchidas.


Diversos