Papo de Mãe
Papo de Mãe
» FAMÍLIA

‘Queria que o meu filho se enxergasse nas páginas’: livro conta a história de uma família formada por duas mamães

O livro "Duas Mamães" será lançado amanhã, dia 10. Conheça a história da família da autora Carol Campos

Sabrina Legramandi* Publicado em 09/09/2021, às 14h58

Pedro nasceu em 2015 após três tentativas de inseminação artificial - Carol Campos
Pedro nasceu em 2015 após três tentativas de inseminação artificial - Carol Campos

O que é uma família? Será que ela pode ter um homem, uma mulher e um menino? Pode ser uma casa com os avós, os seus netos e dois gatos? E pode até ter dois pais, dois filhos e um peixinho?

Muita gente acha que a família de Pedro, formada por ele, sua mãe Quininha, sua mãe Grande e seus amigos dinossauros, é diferente e é verdade. Afinal, nas palavras de Carol Campos, a mãe Quininha, “você conhece uma família que seja igualzinha à outra?”

Em julho, o Papo de Mãe contou a história de Pedro, de 6 anos, de Carol Campos e de Simone Santos. A partir de amanhã (10), quem quiser saber mais sobre a relação do Pedro e de seus amigos com a sua família poderá ler o livro “Duas Mamães”.

Veja também:

Carol Campos, a autora, revela que o livro queria tanto ser escrito que chegou até ela através de um sonho. No meio da noite, Carol pegou um caderno e começou a escrever sobre as coisas que os amigos de Pedro perguntavam, principalmente em relação ao que é uma família.

Carol Campos segurando o livro "Duas Mamães"
Carol Campos, a autora de "Duas Mamães" – Foto: Carol Campos

Eu não planejei escrever esse livro. Eu vinha procurando nas livrarias uma história bonita em que uma criança tivesse duas mães, porque eu queria que meu filho se enxergasse nas páginas de um livro.” (Carol Campos)

Porém, não foi apenas para Pedro e para filhos de casais homoafetivos que Carol redigiu a história: foi porque ela acredita no poder da criança. Nas suas palavras, a literatura inclusiva na primeira infância pode conseguir mudar o destino de uma criança que cresceria como um adulto homofóbico.

Poder ter o livro nas estantes de filhos de todos os tipos de famílias é a missão da autora. “Quero esse livro no mundo, como parte de uma educação onde as crianças enxergam todo mundo da mesma forma”, afirma Carol.

“Duas Mamães” tem ilustrações de Corine Carreira e será lançado em uma live do perfil do Instagram do Palavreira em flor, coletivo formado por escritoras mulheres, às 19h. O evento também terá a participação de Larissa Korovaeff da Semente Editorial, editora de "Duas Mamães", para falar sobre os caminhos para lançar um livro.

Para Carol, a história, mais do que ensinar as crianças a construírem um mundo onde todos são vistos apenas como pessoas, também fala sobre o que é uma família: “um grupo de pessoas unidas por um grande sentimento de amor, e os bichinhos também podem fazer parte”.

Essas pessoas podem morar na mesma casa, em casas diferentes ou até em outra cidade, mas, quando você precisa de um abraço, certamente elas são as primeiras a chegar.” (Carol Campos)

*Sabrina Legramandi é repórter do Papo de Mãe

Assista ao programa do Papo de Mãe sobre direitos dos casais homoafetivos:

DicasEducaçãoNovas Famílias