Papo de Mãe
Papo de Mãe
» FÉRIAS

Quer economizar na viagem de família para a Disney? Conheça 5 dicas!

O planejamento para férias em família precisa começar com antecedência: como economizar para realizar uma viagem dos sonhos?

Thiago Godoy* Publicado em 05/04/2022, às 06h00

Viajar para a Disney é o sonho de muitas crianças e de muitos adultos também
Viajar para a Disney é o sonho de muitas crianças e de muitos adultos também

Sonha em levar os filhos para Disney? Vem comigo que nesse artigo você aprenderá a se planejar e realizar esse sonho!

Não importa a idade, a Disney é uma das viagens mais desejadas de crianças de 1 a 100 anos. E planejar férias na Disney é um dom.

Normalmente, uma família de quatro pessoas que queira passar uma semana inteira nos arredores de Orlando, nos EUA, onde fica a famosa Disney World, vai gastar algo em torno de 7 a 10 mil dólares. Com a moeda americana orbitando na casa dos R$5, você não gastará menos do que R$35.000 a R$40.000, o que é bastante dinheiro!

Mas, você pode fazer isso por um pouco menos pois há muitas maneiras de economizar dinheiro em suas férias na Disney. Você só precisa fazer um planejamento antecipado!

Neste artigo vou te ensinar a se planejar com bastante antecedência e te dar 5 dicas para você viajar com a sua família para a Disney com um orçamento mais enxuto.

Assista ao Papo de Mãe sobre viagens seguras

Faça um planejamento financeiro

Aqui é a matemática dos investimentos em ação. Você precisa considerar 3 importantes fatores:

Tempo – ou seja, QUANDO você pretende fazer essa viagem e QUANTO tempo vocês pretendem ficar por lá;

Aportes mensais: o quanto você consegue poupar e investir da sua renda a cada mês para essa viagem;

Padrão da viagem: Qual tipo de hotel, de restaurante e quais parques vocês vão visitar.

Aqui o trabalho vai exigir bastante pesquisa. Pesquisar preços é uma das artes de uma pessoa financeiramente educada. Existem hospedagens para todos os gostos e bolsos. Uma coisa bem importante é o período do ano que você vai. Nas férias de inverno do Hemisfério Norte, em janeiro e fevereiro, os EUA estão praticamente debaixo de neve e a Flórida, estado onde fica a Disney, é um dos únicos lugares onde faz um clima agradável. Resultado? Todo mundo quer ir para lá. Consequência? É uma das épocas mais caras para se visitar.

No extremo oposto, as férias de verão em julho e agosto também são um período ruim, pois os parques ficam lotados, as filas intermináveis e o calor é de derreter até brasileiro.

Por isso, se você e sua família puderem, procurem ir fora desses períodos. Abril e maio costumam ser meses mais baratos, não tão cheios e com uma temperatura super agradável.

De qualquer maneira, pesquise as diferentes diárias de hotéis, as passagens aéreas e demais custos com pelo menos 6 meses de antecedência.

Como eu indiquei no início do texto, um período de uma semana para uma família de 4 pessoas ficará em torno de R$35.000. Se você tiver mais tempo para se planejar, faça todas as contas e divida pelos meses que você tem pela frente.

Vá comprando algumas partes da viagem com antecedência. Os bilhetes aéreos e o hotel, por exemplo, podem ser comprados com até 1 ano de antecedência.

Comece a acompanhar a variação do câmbio do dólar e, caso durante esse tempo ele tenha alguma boa baixa, vá comprando dólares para levar.

Lembre-se que sempre vale a pena usar dinheiro vivo, pois ficar usando o seu cartão de crédito internacional por lá vai te pesar no IOF, o Imposto sobre Operações Financeiras.

Veja também

Saiba 5 dicas valiosíssimas que vão te ajudar a gastar menos para realizar o seu sonho

Dica 1: Alguns dias no parque e alguns dias em outros lugares

Você não precisa passar todos os dias de suas férias nos parques da Disney! Confie em mim, seus pés vão agradecer por dividir a semana com um dia no parque e o outro na piscina do hotel. Se você ficar na propriedade de um hotel da Disney, as piscinas fazem você se sentir como se ainda estivesse no parque! Eles são temáticos, são enormes e são simplesmente incríveis.

Há muitos outros lugares que você pode ir fora do parque e ainda estar imerso na magia da Disney. Vá para Disney Springs para fazer compras, restaurantes e entretenimento gratuito. Vá ao Disney's Polynesian Village Resort para jantar e fique para assistir aos fogos de artifício do Magic Kingdom na praia – e de graça!

Essa dica vai te economizar centenas ou milhares de dólares em ingressos para os parques da Disney, dependendo de quantas pessoas você vai com e quantos dias você vai ficar.

Dica 2: Não faça o “Park Hopper” e visite um parque por dia

O “Park Hopper” é uma espécie de super ingresso que permite que você tenha acesso a todos os quatro parques da Disney World em um dia. Parece um bom negócio, mas se você for ficar por vários dias isso na prática poderá encarecer o seu orçamento. O ideal é ir em apenas um parque por dia.

É importante ser realista sobre o quanto você pode e quer fazer a cada dia. Mover-se de parque em parque é demorado e pode ser exaustivo, especialmente com crianças pequenas.

Dica 3: Não compre o “Plano de Refeições”

O “Dining Plan” funciona como uma forma aparentemente prática de pagar antecipadamente pelas suas refeições dentro da Disney. É prático, mas não economiza dinheiro.

Você tem uma “cota de comida” por dia, mas quase nunca vai valer à pena, além de fazer você perder tempo calculando se bateu sua cota ou se abandonou comida. Ah, e você pode até levar sua comida para o parque, sabia? Isso pode fazer você economizar consideravelmente.

Dica 4: Chegue um pouco antes da abertura do parque

Esta é uma grande economia de tempo, porque se você estiver lá e pronto para ir quando eles abrirem o parque, você pode reservar direto o seu passeio favorito. As filas ficam longas no final do dia, mas se você chegar cedo, não terá muita espera - e não precisará desperdiçar um FastPass (O passe rápido que economiza tempo, mas custa um bom dinheiro)

Dica 5: Não se esqueça do protetor solar

A Flórida, estado onde fica a Disney, é um dos lugares mais quentes e ensolarados dos EUA. No verão, a temperatura não perde para as cidades mais quentes do Nordeste brasileiro. Por isso, leve protetor solar aqui do Brasil. Confie em mim, um protetor solar dentro do parque, em dólar, pode custar uma pequena fortuna.

*Thiago Godoy, head de educação financeira da Xpeed School

Colunistas