Papo de Mãe
Papo de Mãe
» DICAS

Psicóloga indica livros infantojuvenis que ajudam crianças e adolescentes a lidar com seus sentimentos

Conheça uma série de livros infantojuvenis para indicar aos seus filhos

Redação Papo de Mãe Publicado em 26/04/2022, às 08h00

Descubra livros que podem ajudar crianças e adolescentes a compreender melhor pensamentos, sentimentos e angústias. - Foto: arquivo pessoal Helen Mavichian
Descubra livros que podem ajudar crianças e adolescentes a compreender melhor pensamentos, sentimentos e angústias. - Foto: arquivo pessoal Helen Mavichian

A maioria das pessoas acha que entende o comportamento humano até que um filho ou filha entre nas suas vidas. Acompanhar cada reação e cada passo do desenvolvimento deles é fundamental para que possamos orientá-los em processos de conflitos e autoconhecimento. Além disso, entendendo a si e o mundo que a cerca, a criança ou adolescente passa a ter ferramentas próprias para tomar decisões importantes e lidar com questões que enfrentarão pela vida. 

Para ajudar nesta missão, a especialista Helen Mavichian, psicoterapeuta especializada em crianças e adolescentes e mestre em distúrbios do desenvolvimento pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, listou algumas dicas de livros e séries de psicologia infantil que podem ajudar crianças e adolescentes a compreender melhor pensamentos, sentimentos e angústias. 

Anote as dicas!

1) Série de livros do autor Todd Parr:

O escritor e ilustrador norte-americano passa em suas obras a mensagem de que não há problema em ser diferente. O mote é inspirado em experiências pessoais vividas pelo autor ao longo de sua infância. Todd Parr trata em seus livros de temas universais do cotidiano das crianças, com o diferencial de conseguir quebrar tabus, ao abordá-los de forma simples, divertida e colorida. 

  • O livro dos sentimentos - Raiva, medo, ansiedade e alegria são sentimentos contraditórios e confusos para as crianças. Às vezes, não dá vontade de inventar alguma coisa diferente, como beijar um leão-marinho? Nesta obra, o autor Todd Parr fala sobre os sentimentos e como devemos compartilhar todos eles com quem a gente ama.

  • Eu não tenho medo - Com seu estilo bem-humorado, Todd Parr incentiva as crianças a enfrentar os seus medos e dizer: eu não tenho medo! O livro apresenta situações que os pequenos têm receio de enfrentar e demonstra de maneira singela como vê-los de forma positiva, incentivando a criança a superar seus medos.

  • O livro da gratidão - Algumas vezes, as coisas simples passam despercebidas no nosso dia a dia, mas são elas que fazem o verdadeiro sentido da vida. Você pode ser grato pela possibilidade de viajar nas férias, por poder contar com os amigos, pelo carinho dos seus bichos de estimação e até mesmo pela cueca que serve direitinho na sua cabeça. A gratidão é um dos sentimentos mais nobres e abrangentes do ser humano. Em O livro da gratidão, Todd Parr nos faz pensar sobre os pequenos detalhes pelos quais devemos ser gratos, com desenhos bem coloridos, altas doses de sensibilidade e muito bom humor.

  • Tudo bem ser diferente – Neste livro Todd Parr trabalha com as diferenças de cada um de maneira divertida, simples e completa, alcançado o universo infantil e abordando assuntos que deixam os adultos de cabelos em pé, como adoção, separação de pais, deficiência física, preconceito racial, entre outros.

  • Tudo bem cometer erros – A obra ensina como lidar com os erros e aborda de forma simples e educativa que, mesmo depois de adulto, os erros cometidos tornam os aprendizados necessários para a pessoa. Todd Parr mostra como situações que a princípio parecem erradas ou equivocadas são oportunidades de aprendizagem.

Assista ao Papo de Mãe sobre literatura infantil

2) Séries Sentimentos e Emoções, do autor James Misse:

A coleção conta com quatro livros, tendo como principal personagem o Ednelson, um garotinho que entende e fala sobre sua evolução e seus sentimentos e emoções. Os livros levam os nomes de diferentes sentimentos e emoções nos títulos: “Quando eu sinto medo”, “Quando me sinto feliz”, “Quando me sinto triste” e “Quando eu sinto raiva”. A ideia é abrir um canal de comunicação para que crianças e adultos consigam identificar tais sentimentos. 

3) Os monstrinhos dos problemas, ajudando as crianças a enfrentar dificuldades, da autora Cynthia Borges de Moura:

O livro foi elaborado para o trabalho de reconhecimento dos problemas com as crianças. Ele coloca o problema fora da vida da criança, culpando os monstrinhos! Criaturinhas que perturbam as crianças, criam problemas, constrangimentos, dão preguiça e contam mentiras. Tem o Tacamedus, Loroterirus, Briguentus, Corpumolis e mais alguns outros. A autora cria uma fantasia em que não é a criança que tem problemas, mas sim o monstrinho que causa esses problemas a ela! É uma brincadeira que facilita a aceitação dos objetivos terapêuticos por parte da criança. 

4) Pedro não quer ir ao banheiro, de Ariádny Abbud:

Este livro conta a história de Pedro, uma criança que experimenta diferentes emoções ao tentar se esconder das pessoas que sente medo e evita a todo custo usar o banheiro. Ao longo da narrativa, Pedro manifesta as mesmas dificuldades que crianças com transtorno de eliminação, chamado de encoprese, como constipação, dor abdominal, vazamento das fezes na roupa, regressão para o uso da fralda, dor ao evacuar e sentimentos de vergonha, medo e culpa. 

5) Vazio, da autora Anna Llenas: 

A vida é cheia de encontros e também de perdas. Às vezes, a gente perde coisas insignificantes: um lápis ou um objeto qualquer. Mas podemos perder coisas bem mais valiosas, como a saúde ou uma pessoa querida. O livro “Vazio” conta a história de uma menina que consegue superar essa tristeza, dando um novo sentido às suas perdas. O livro é uma interessante fábula, com uma abordagem leve para um tema tão delicado. 

6) Emocionário, diga o que você sente, de Crisitina Núñes Pereira e Rafael R. Valcárcel:

Como descrever o amor? O que você sente quando está com medo? De onde vem a alegria? Por que sentimos inveja? Emocionário é um dicionário de emoções que ajuda a entender melhor o que se passa no coração. Prazer, ódio, entusiasmo, insegurança, orgulho e muitos outros sentimentos são representados por ilustrações inspiradoras e explicados de forma simples e delicada. Com esse livro, crianças de todas as idades vão aprender a reconhecer suas emoções e expressar seus sentimentos. 

Veja também

7) O monstro das cores, da autora Anna Llenas:

O livro conta a história do monstro das cores, um monstrinho que está confuso e não sabe o que está acontecendo. Suas emoções estão uma verdadeira bagunça. Com a ajuda de uma menininha esperta, ele consegue desembolar tudo. Para cada emoção, uma cor. Por exemplo, o amarelo representa a alegria; o azul, a tristeza; o preto, o medo. "O monstro das cores" tornou-se o livro de cabeceira de milhares de famílias e educadores. A história estimula as crianças a identificar as diferentes emoções que sentem. 

8) Quando Me Sinto, de Trace Moroney:

A coleção “Quando me sinto” foi cuidadosamente desenvolvida para ajudar as crianças a entender melhor seus sentimentos e suas emoções e, assim, ganhar maior autonomia em sua vida. Falar sobre os sentimentos ensina a criança que, de vez em quando, é normal ficar triste, zangada ou assustada. Com uma tolerância maior em relação aos sentimentos mais dolorosos, a criança torna-se livre para desfrutar seu mundo, para sentir-se segura com suas habilidades a ser feliz. Nestes livros estão dicas importantes sobre como agir sobre essas situações.

9) Amoras, da autora Emicida:

Em seu primeiro livro infantil, Emicida conta uma história cheia de simplicidade e poesia que mostra a importância de nos reconhecermos nos pequenos detalhes do mundo. Na música “Amoras”, Emicida canta: “Que a doçura das frutinhas sabor acalanto / Fez a criança sozinha alcançar a conclusão / Papai que bom, porque eu sou pretinha também”. E é a partir desse rap que um dos artistas brasileiros mais influentes cria seu primeiro livro infantil e mostra, através de seu texto e das ilustrações de Aldo Fabrini, a importância de nos reconhecermos no mundo e nos orgulhamos de quem somos — desde criança e para sempre.

Sobre Helen Mavichian: é uma psicoterapeuta especializada em crianças e adolescentes e Mestre em Distúrbios do Desenvolvimento pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. É graduada em Psicologia, com especialização em Psicopedagogia. Pesquisadora do Laboratório de Neurociência Cognitiva e Social, da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Possui experiência na área de Psicologia, com ênfase em neuropsicologia e avaliação de leitura e escrita.

Acompanhe o Papo de Mãe nas redes sociais:

Instagram: @papodemaeoficial l Twitter: @papodemae l Facebook

DicasEducação