Papo de Mãe
Papo de Mãe
» SAÚDE

Por que a criança precisa de vitamina D e de onde ela vem?

A dermatologista Valéria Marcondes esclarece dúvidas sobre vitamina D, explica se é suficiente apenas tomar sol, e qual a importância dela desde cedo

Valéria Marcondes* Publicado em 10/09/2021, às 11h00

Crianças precisa de sol, mas com cuidados
Crianças precisa de sol, mas com cuidados
Oferecido por:


A Vitamina D é fabricada em sua maioria pela exposição solar e tem um papel extremamente importante para organismo, independente da idade. Quando falamos sobre crianças, a Vitamina D torna-se ainda mais relevante, uma vez que ela é responsável por promover o bom funcionamento do sistema imunológico, garantir a absorção de cálcio nos ossos, entre outros benefícios. Assegurar que os pequenos tenham uma exposição solar adequada é fundamental para o desenvolvimento deles, já que a Vitamina D auxilia no fortalecimento do organismo, ajudando a combater doenças e infecções, além de ser um importante nutriente para prevenir o raquitismo durante a fase de crescimento.

O sol é responsável por cerca de 90% da absorção da Vitamina D no corpo, e ela também pode ser encontrada em alguns alimentos, como peixes, ovos, leites e derivados. Entretanto, a ingestão desses alimentos não substitui a exposição solar.

O banho de sol é a forma mais eficaz de transformar a Vitamina D no organismo, por isso é recomendado que as crianças sejam expostas à luz solar ao menos 3x por semana, de 6 a 8 minutos, após os seis meses de idade. Antes dos seis meses, não existe um consenso no uso tópico de protetores solares. Por vivermos em um país tropical e que recebe altos índices de radiação ultravioleta, os pais devem atentar-se para ao uso de filtros solares físicos, não químicos, já que os filtros solares físicos protegem a pele dos pequenos sem absorção. Vale ressaltar que o melhor horário para a exposição solar é antes das 10h e após às 16h.

Veja também

Além dos benefícios já citados, a exposição solar também exerce um papel emocional, melhorando o humor. Ela também regula o sono, uma vez que a melatonina é ativada pela luz solar e provoca uma sensação de tranquilidade e bem estar.

A falta de exposição solar pode causar baixa absorção óssea e deficiência de vitamina D, que pode estar ligada a uma variedade de doenças, como osteomalácia infantil (ossos fracos e quebradiços), fraqueza muscular, raquitismo, infecções e outros.

Com todos esses fatores é possível compreender a necessidade e os benefícios da exposição solar nas crianças. Algumas dicas são muito válidas para estes momentos de banho de sol, como proteger o rosto da criança com o auxílio de chapéu, deixar pernas e braços à mostra, utilizar filtro solar kids(infantil) com FPS 50+, além de hidratação oral como sucos, chás e água. Caso a criança apresente eritemas (vermelhidões) devido à exposição solar, o ideal é pausar o banho de sol por alguns dias, até que a vermelhidão desapareça.

dermato
A dermatologista Valéria Marcondes

*Valéria Marcondes é dermatologista

IG: @valeriamarcondesdermato

**O Programa Nestlé por Crianças Mais Saudáveis é uma iniciativa global da Nestlé, que assumiu o compromisso de ajudar 50 milhões de crianças a serem mais saudáveis até 2030 no mundo todo. Desde 1999 foram beneficiadas mais de 3 milhões de crianças no Brasil. 

Com o lema “muda que elas mudam”, a partir de uma plataforma de conteúdo, o programa estimula famílias a adotarem hábitos mais saudáveis e ainda promove um prêmio nacional que ajuda a transformar a realidade de 10 escolas públicas por ano com reformas e mentorias pedagógicas. 

Conheça mais no site do programa

Nestlé por crianças mais saudáveis