Papo de Mãe
Papo de Mãe
» PRIVACIDADE

O que fizemos das nossas vidas com a exposição nas redes sociais?

As redes sociais têm lá suas vantagens e desvantagens. Nossas vidas ficam expostas. E até que ponto podemos expor a vida dos nossos filhos? Uma reflexão do colunista Vinicius Campos

Vinicius Campos* Publicado em 16/07/2021, às 11h25 - Atualizado às 12h08

Vinicius Campos com os filhos
Vinicius Campos com os filhos - Vinicius Campos

A internet virou parte de nossas vidas há muito tempo. No começo era apenas uma ferramenta para buscar informação, notícias e nos comunicar com pessoas queridas ou até mesmo facilitar mensagens no trabalho e agilizar algumas questões. Mas então chegaram as redes sociais. Primeiro o Orkut. Subíamos algumas fotos, colocávamos frases de opinião, ou participávamos de jogos bobinhos. Depois veio o facebook. Tinha toda aquela discussão: aceitar só amigos ou desconhecidos também? Será que minha vida não ficará mais exposta? Como me proteger do olhar do outro?

Veio o instagram. No mesmo caminho, só que ninguém precisava aceitar ninguém. Agora tínhamos seguidores, espécie de fãs. O anonimato acabava e aparecia a possibilidade de conhecer gente nova, de se conectar, e de espiar a vida de gente famosa.

Veja também:

Logo em seguida apareceu uma rede que pouca gente da minha idade usou: Snapchat. Lá você podia subir vídeos curtos de 15 segundos que ficavam somente vinte e quatro horas no ar. A primeira vez que baixei esse aplicativo achei uma chatice. Pensei: minha vida não é tão interessante para postar tudo o que acontece nela o tempo todo. O sucesso foi enorme, e então o Instagram tentou comprar a empresa, e como não conseguiu, incorporou os stories em seu aplicativo. Agora a rede não era mais só um álbum de fotos, mas sim uma testemunha ocular do seu dia a dia.

No começo relutei, mas aos poucos fui conquistado. Minha vida que parecia completamente desinteressante para o Snapchat começou a ser exposta diariamente nos stories do Instagram. Roupas, comidas, passeios, opiniões. Até momentos íntimos. Momentos familiares.

Já é parte das nossas vidas nos mostrar nos stories. E isso foi incorporado pelas famílias. O Instagram está repleto de pais e mães que mostram a rotina de seus filhos e com isso tentam contribuir com a educação dos filhos dos outros, tentam dar exemplos do que fazer e do que não fazer em determinadas situações. Usam a rede social e suas próprias vidas para questionar, para repensar, trazer o debate. Pais armados de amor e das melhores das intenções. Eu, muitas vezes fui um deles.

Porém será que essa exposição de nossos filhos não terá consequência em sua formação? Será grátis mostrar o sofrimento ou a intimidade dos nossos pequenos nas redes? A presença de telas e de suas imagens ocupando essas telas diariamente trará alguma consequência em suas personalidades, em sua maneira de ver o mundo, em sua maneira de se auto enxergar?

Não tenho as respostas. E confesso que sou um instagramer bem ativo, ou melhor, era. No domingo minha conta foi hackeada e até agora não a recuperei. No primeiro dia fiquei em pânico, no segundo assustado, no terceiro sem saber o que fazer, e no quarto chegou o alívio. É cansativo ter que gerar conteúdo o tempo todo, é frustrante não receber a quantidade de "likes" que você gostaria, é viciante acompanhar a vida dos outros em tempo real. É perturbador se mostrar o tempo todo.

Se esse comportamento tem um enorme impacto na vida de um adulto, como será na vida de uma criança que teve seu parto exibido, seu primeiro choro, seu primeiro cocô, sua discussão com os irmãos, seus momentos de solidão, suas lições, suas conquistas, suas frustrações?

Viva a informação e o diálogo para encontrar melhores alternativas na hora de educar nossas crianças, mas não podemos nos esquecer que a privacidade dos nossos pequenos é propriedade deles, e não nossa.

Tem uma frase que minha avó dizia que gosto muito: conte o milagre, mas não mostre o santo. Talvez deveríamos falar das situações que nossas famílias atravessam com o cuidado de proteger nossos santinhos.

(Ok, já sei que parecem mais diabinhos, mas você entendeu.)

Te espero aqui na próxima sexta, porque agora este é meu único espaço pra me expor um pouquinho ;).

*Vinicius Campos é escritor e tem 3 filhos

instagram: @viniciuscamposoficial

facebook.com/viniciucamposoficial

Vinicius Campos fala sobre a importância da leitura no canal do Papo de Mãe

ColunistasVinicius Campos