Papo de Mãe
Papo de Mãe

O corpo em transformação: Cuidados estéticos na gravidez

A fase da espera por um filho traz uma série de preocupações e muita ansiedade, porém, um dos pontos sensíveis, durante esse período, é a vaidade feminina.

Roberta Manreza Publicado em 27/02/2021, às 00h00 - Atualizado em 28/02/2021, às 09h57

None
27 de fevereiro de 2021


Muitos procedimentos estéticos são proibidos na gestação. Veja dicas de como tratar a acne e o inchaço sem riscos para o bebê.

Por Fúlvia Médici*

A fase da espera por um filho traz uma série de preocupações e muita ansiedade, porém, um dos pontos sensíveis, durante esse período, é a vaidade feminina. Isso porque, o corpo se transforma e, com ele, algumas estrias podem surgir, bem como celulites, ganho de peso, melasmas, acnes e tantos outros tópicos que podem levar a baixa autoestima e a vontade, de algumas mulheres, de se jogar em tratamentos estéticos.

Ainda que dizem ser um dos momentos mais lindos da vida de uma mulher, sabemos que nem todas pensam igual e, justamente, por isso não abrem mão dos procedimentos. Em vista disso, acabam procurando profissionais que possam ajudar a aproveitar a maternidade, sem esquecer de si mesmas. Mas, como usufruir dos cuidados estéticos não prejudiciais ao bebê?

Essa é uma das dúvidas mais frequentes que recebo das minhas clientes gestantes na clínica. Pode parecer óbvio para alguns, mas essa fase merece uma atenção redobrada quanto aos tratamentos. Nem tudo é autorizado ou permitido. Por isso, as futuras mamães precisam escolher um profissional de confiança e pesquisar seu trabalho. Além disso, é necessário, antes de tudo, consultar seu médico, a fim de entender quais são os procedimentos permitidos e o que é aconselhável ser feito, conforme suas necessidades.

A partir de sua autorização e o primeiro trimestre de gestação finalizado (período que ocorre a formação do feto e seus órgãos) é possível iniciar os cuidados estéticos. No geral, podemos dizer que, se não é uma gestação de risco, a maior parte dos métodos simples de beleza pode ser aplicada. Exemplo disso, é a limpeza de pele, que precisa estar atrelada a hidratação e o uso de protetor solar.

Muitas pacientes, durante este período, sofrem de questões hormonais e as aparições de acnes acabam causando um desconforto estético. Para evitar esse resultado sempre indico a limpeza e a nutrição da pele (desde que não contenha arnica). Além disso, a massagem fácil pode ser muito eficiente nesse momento.

Outro tratamento possivelmente indicado seria a drenagem linfática, voltada para as gestantes. Por reterem muito líquido, muitas mamães se sentem inchadas e com dores na lombar. Desta forma, procuram métodos que resolvam a situação e a drenagem é um meio de atenuar essas questões, visto que, melhora a nutrição das células, a circulação sanguínea, diminui o inchaço, o risco de desenvolver varizes, fora que ajuda a relaxar o corpo.

Vale ressaltar que gestantes não podem fazer uso de aparelhos, como eletroterapias ou radiofrequência, pois isso pode afetar o bebê. Como enfatizei, é preciso compreender o momento e optar por procedimentos leves. Afinal, vai existir muito tempo para usufruir de outros métodos, mas nem por isso as mulheres precisam deixar de se cuidar.

*Fúlvia Médici, CEO da Franquia Cozumel Estética e Beleza

Fúlvia Médici tem uma larga experiência no mercado de beleza. Técnica em estética, já atuou como professora do curso por quatro anos no Instituto CECA. Em 2013, a executiva tomou a decisão de abrir o próprio negócio e, em 2020, optou por expandir a Cozumel Estética e Beleza pelo sistema de franquias. Hoje, sete anos depois, cursa biomedicina para aumentar seu conhecimento na área, apesar de já ser graduada em fonoaudiologia e ter MBA em gestão de marcas e marketing.

 Veja também: 

Como voltar à forma depois do parto sem sair de casa

A interação entre a mãe e o bebê na gestação

Gestação: fisioterapia ajuda no alívio de dores nas costas




Desafios / DilemasDestaquesDicasDiversosMãe / PaiHomeGravidezO PartoPré-natalPós-partoSaúde