Papo de Mãe
Papo de Mãe

Mortes causadas por choques elétricos aumentam mais de 50% entre crianças até 5 anos

Roberta Manreza Publicado em 23/03/2016, às 00h00 - Atualizado às 13h44

None
23 de março de 2016


Criança Segura lembra que medidas simples de prevenção podem evitar até 90% dos acidentes

tomada

De acordo com a Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), em 2015, o número de crianças com até cinco anos que morreram por choques elétricos aumentou mais de 50%, passando de 20 óbitos em 2014 para 32 no ano passado.

Segundo a entidade, as causas desses choques foram tomadas sem proteção, fios desencapados, extensões, fuga de corrente em eletrodomésticos, especialmente ventiladores, geladeiras e máquinas de lavar.

A Criança Segura alerta que 90% de todos os acidentes que acontecem com crianças podem ser evitados com medidas simples de prevenção.

“Crianças são naturalmente curiosas. Quando começam a engatinhar e explorar o mundo, os pais e responsáveis devem ficar muito atentos para evitar que elas se machuquem. Para evitar os choques, proteger as tomadas, verificar o estado da fiação e manter eletrodomésticos fora do alcance das crianças são algumas medidas muito importantes”, explica Gabriela Guida de Freitas, coordenadora nacional da Criança Segura.

Confira abaixo as dicas da Criança Segura para evitar que as crianças sofram acidentes com eletricidade em casa ou enquanto brincam ao ar livre:

• Verifique sempre o estado das instalações elétricas;

• Substitua as fiações antigas e desencapadas. Os fios devem ficar isolados em locais adequados como canaletas e conduítes;

• As tomadas devem estar protegidas por tampas apropriadas, esparadrapo, fita isolante ou mesmo escondidas atrás de móveis;

• Fios elétricos devem estar isolados e longe do alcance das crianças;

• Evite usar benjamins ou extensões. Muitos aparelhos ligados na mesma tomada podem causar sobrecarga e curto circuito na fiação;

• Cuidados com eletrodomésticos em mau estado de conservação, como ventiladores e geladeiras, que podem causar choque e curto-circuito. Se possível, faça revisões ou a troca desses produtos e mantenha o hábito de usar chinelo de borracha;

• Só permita que as crianças empinem pipas em campos abertos, com boa visibilidade, sem a presença de fios e postes de eletricidade. Oriente-as quanto aos riscos do uso do cerol e de retirar a pipa caso enrosque na rede;

• Oriente sobre os perigos de entrar nas áreas das estações de distribuição ou nas de torres de transmissão;

• Antes de consertos e reformas, desligue a chave geral. Prefira os serviços de um eletricista;

• Desligue o chuveiro antes de mudar a chave verão/inverno;

• Não coloque objetos metálicos (facas, garfos, etc.) dentro de equipamentos elétricos;

• Considere a instalação de um dispositivo de proteção residual (DR) no quadro de distribuição de energia elétrica, que tem a função de cortar a vazão de corrente elétrica que causa choques.

 –

Leia também:

Papo de Mãe recomenda: 




DicasDiversosHomeNotícias0 a 2 anos3 a 8 anos9 a 12 anosSaúde