Papo de Mãe
Papo de Mãe

Miomas e gestação: o que fazer?

Mariana Kotscho Publicado em 03/03/2021, às 00h00 - Atualizado às 10h26

None
3 de março de 2021


A ginecologista e obstetra Ligia Santos, colunista do Papo de Mãe, explica em vídeo o que são miomas e quais os riscos que eles podem representar numa gestação.

Por Papo de Mãe

Miomas são tumores benignos localizados no útero. Podem ser múltiplos, mas não se espalham pelo corpo.

A ginecologista e obstetra Ligia Santos explica que há há 3 tipos de mioma:

Mioma Subseroso

Se desenvolve na camada externa do útero. Pode ser assintomático, mas se cresce muito causa compressão nos órgãos próximos e então apresentar sintomas, como dor, sangramento e anemia.

Mioma Intramural

Se desenvolve entre as paredes do útero. Tem relação com alteração de nível de hormônios femininos. Algumas mulheres apresentam dor abdominal e aumento do fluxo menstrual.

Mioma  Submucoso

Se desenvolve na parede interna do útero e, segunda a Dra. Ligia “este é o que dá mais trabalho”. Ele pode afetar o endométrio e interferir na fertilidade da mulher já que o endométrio é onde ocorre a implantação do embrião. Pode causar dor, sangramentos, aumento do fluxo menstrual e anemia.

Arte do site tuasaude.com

Miomas e fertilidade

Miomas são até comuns e aumentam com a idade, atingindo mais as mulheres negras, conforme diz a Dra. Ligia.

Esses tumores benignos não são causas diretas de infertilidade, mas podem atrapalhar mulheres que estão tentando engravidar (principalmente o submucoso) e também podem prejudicar a evolução de uma gestação. Mas dependendo do tumor, a gravidez segue normalmente. O problema é que o mioma também cresce durante a gestação e pode provocar parto premtura, além de prejudicar o trabalho de parto normal.

Os tratamentos variam, há opções de medicamentos ou até indicação de cirurgia.

Assista ao vídeo da Dra.Ligia Santos com mais detalhes sobre miomas e inscreva-se no Canal Papo de Mãe.

@ligiasantosgineco

Veja também

Fórceps ainda existe na hora do parto? Dra.Ligia responde

O intervalo ideal entre as gestações

Saiba quando chegou a hora do parto: os 4 sinais mais importantes




ColunistasDra.Ligia SantosHomeGravidezPrimeira InfânciaVídeos