Papo de Mãe
Papo de Mãe

Março é o mês para celebrar e conscientizar a população sobre a Síndrome de Down

A data será celebrada virtualmente, com segurança e sem eventos presenciais. A decisão é de extrema importância, pois essas pessoas fazem parte do grupo de risco e têm maiores chances de desenvolver a doença de forma grave.

Roberta Manreza Publicado em 04/03/2021, às 00h00 - Atualizado às 20h27

None
4 de março de 2021


Com o tema “Conectar”, o Dia Internacional da Síndrome de Down, 21 de março, será celebrado de forma segura para todos. 

Por Thaissa Alvarenga*

Promover a inclusão é tarefa diária de toda sociedade. Mas este mês traz uma data importante, que precisa ser usada para ressaltar o desafio. Em 21 de março é celebrado o Dia Internacional da Síndrome de Down, que, neste ano, se adapta à realidade da pandemia e ganha novos formatos de comemoração.  Para nós, mães, pais e famílias de pessoas com síndrome de Down, a data tem uma importante simbologia, pois aproveitamos a celebração para fazer campanhas, ações de conscientização e eventos para levar informação à população e despertar, aos poucos, outros olhares para a esta condição genética.

Refletindo as maneiras adotadas para evitar o contágio de Covid-19, que temos aprendido ao longo do último ano, como o isolamento e os encontros online, a Down Syndrome International (DSI) escolheu o tema ‘Conectar’ para a campanha de 2021. A data será celebrada virtualmente, com segurança e sem eventos presenciais. A decisão é de extrema importância, pois essas pessoas fazem parte do grupo de risco e têm maiores chances de desenvolver a doença de forma grave.

Desde o início da pandemia nos reinventamos, aprendemos a conviver com a distância física, mas continuamos conectados e a proposta da campanha deste ano é justamente compartilhar ideias, informações, experiências, fortalecer a defesa pelos direitos da população com síndrome de Down e unir todos que lutam pela causa. Claro, queremos alcançar muitas pessoas e toda a população é convidada a participar. O importante é fazer o possível e o que for seguro para defender a igualdade de direitos.

No Brasil, a Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down tem incentivado toda a comunidade a celebrar a data, de forma segura. As pessoas com síndrome de Down, suas famílias, defensores da causa, profissionais que trabalham com essa população e organizações farão suas próprias atividades e participarão dessa campanha em prol da conscientização.

A ONG Nosso Olhar convida a todos a participar deste grande movimento de inclusão. Neste ano, preparamos um cronograma especial para a população se #CONECTAR e acompanhar as transmissões online. O nosso objetivo é mobilizar, conscientizar e fortalecer a causa. Afinal, com informação é possível mostrar a importância de tratar as pessoas com deficiência com respeito e inseri-las em todos os setores da sociedade, pois elas são capazes de conquistar a própria autonomia.

A celebração do dia Internacional da Síndrome de Down é um marco histórico e a data não foi escolhida por acaso. O dia ‘21/03’ foi definido porque a Síndrome de Down é uma alteração genética no cromossomo ‘21’, formado geralmente por um par, mas no caso das pessoas com a síndrome, elas apresentam ‘três’ cromossos. Por isso, o dia 21 e o mês três foram escolhidos de forma simbólica.

A campanha foi organizada inicialmente em 2006, quando a Associação de Síndrome de Down de Singapura (Down Syndrome Association Singapore) lançou e hospedou o site WDSD de 2006-2010, em nome da Down Syndrome International (DSI), para que as atividades globais fossem registradas. Logo depois, a Federação Brasileira de Associações de Síndrome de Down trabalhou com a Down Syndrome International e seus membros para lançarem uma ampla ação e ganhar apoio internacional.

Após o trabalho em conjunto e esforços do Brasil e da Polônia, a resolução foi aprovada por consenso durante a reunião plenária do Terceiro Comitê da Assembleia Geral das Nações Unidas, em novembro de 2011. A partir daí, grupos e associações que apoiam a causa síndrome de Down em todo o mundo fizeram campanha para que seus governos copatrocinassem a resolução. O desejo foi atendido e 78 Estados-Membros da ONU apoiaram.

A celebração ganhou força quando a DSI lançou uma petição internacional para a adoção do Dia Mundial da Síndrome de Down pela ONU. Essa petição recebeu mais de 12.000 assinaturas em um período de 2 semanas e foi apresentada ao Presidente do Terceiro Comitê.

Em 19 de dezembro de 2011, a Assembleia Geral das Nações Unidas declarou 21 de março como o Dia Mundial da Síndrome de Down, enfatizando a importância de aumentar a consciência pública sobre a Síndrome de Down. Desde então, a data ganha um novo tema a cada ano para levar conscientização e informações sobre a deficiência intelectual.

*Thaissa Alvarenga é fundadora da ONG Nosso Olhar, comanda o blog Chico e Suas Marias e o Programa Inclua Mundo

nossoolhar.org

Veja também:

Defender a segregação na educação é irresponsabilidade social

Empatia e acolhimento ao saber que seu filho, ou filha, tem alguma deficiência

Dia Mundial das Doenças Raras




ColunistasThaissa AlvarengaComportamentoCuidadoresDesenvolvimentoDestaquesDicasEducaçãoBebêFamíliaHomeInclua MundoInclusãoNotíciasPandemia0 a 2 anos3 a 8 anos9 a 12 anosJovemPrimeira InfânciaSaúde