Papo de Mãe
Papo de Mãe
» TRATAMENTOS

Entenda o que causa a infertilidade masculina

A infertilidade, geralmente, é associada às mulheres, mas essa é uma visão equivocada

Clínica FERTIPRAXIS* Publicado em 29/07/2021, às 10h09

A qualidade do sêmen diminui com a idade, principalmente após os 45 anos.
A qualidade do sêmen diminui com a idade, principalmente após os 45 anos.

Em 30% dos casos, o problema da infertilidade do casal está na saúde dos homens. Dessa maneira, junto com os problemas associados à ovulação e às trompas, as alterações do sêmen são uma das principais causas da infertilidade. 

Para o caso específico dos homens, existem diversos tratamentos disponíveis, sendo necessário averiguar qual é o mais adequado de acordo com a alteração apresentada. Na maioria das vezes, não conseguimos detectar a causa das alterações apresentadas pelos homens sem uma investigação minuciosa. 

Essa busca é importante para afastarmos suspeitas de alterações genéticas, como a Síndrome de Klinefelter, ou as micro deleções do cromossomo Y e doenças como a fibrose cística, o hipotireoidismo e a caxumba, por exemplo. Outros pontos importantes devem ser avaliados, uma vez que podem interferir na qualidade do sêmen. 

Esses pontos incluem obesidade; tabagismo; uso de álcool; presença de varicocele; e o uso de substâncias e medicações, dentre as quais se destacam os anabolizantes e derivados de testosterona. Além disso, atualmente, sabemos que a qualidade do sêmen diminui com a idade, principalmente após os 45 anos. 

Entenda as causas da infertilidade masculina 

• Nem todos os espermatozoides são capazes de fecundar o óvulo. Muitos deles apresentam alterações de forma e motilidade. De acordo com os parâmetros atuais de avaliação seminal, da Organização Mundial da Saúde (OMS), uma amostra de sêmen normal deve apresentar a concentração de, pelo menos, 15 milhões de espermatozoides por ml de ejaculado, e esses devem ter uma motilidade progressiva de, pelo menos, 32%. 

O tabagismo pode causar a redução da qualidade do sêmen e provocar distúrbios hormonais. Além disso, a má alimentação, a falta de exercícios físicos e a obesidade podem contribuir para a infertilidade masculina, diminuindo a qualidade do sêmen e aumentando o grau de fragmentação do DNA dos espermatozoides.

• A varicocele, caracterizada pela dilatação das veias na região testicular, também está associada à diminuição da mobilidade e à produção de espermatozoides, principalmente nos casos em que a dilatação venosa é detectada no exame clínico do homem.

• A zoospermia é uma situação em que nenhum espermatozoide é detectado no sémen ejaculado do indivíduo. Ela pode ser de origem obstrutiva, como, por exemplo, ocorre nas cirurgias de vasectomia, obstrução traumática, problema congênito ou infeccioso. Contudo, também pode ter origem não obstrutiva. Nesse caso, é necessário avaliar se o testículo está funcionando ou se está em falência. Condições que cursam com ejaculações retrógradas, isto é, quando o sêmen vai para a bexiga ao invés da uretra, também devem ser avaliadas. 

• O uso de drogas e de anabolizantes e o contato com agrotóxicos podem contribuir para o agravamento da infertilidade. Além disso, há diversas doenças genéticas que podem causá-la. Contudo, ainda não foi possível definir uma causa para a maioria dos casos de infertilidade de origem masculina.

• Outros fatores podem tornar o homem infértil. O envelhecimento é um exemplo, pois provoca alterações que levam à redução na produção de espermatozoides e de esperma. Conforme dito acima, os parâmetros seminais tendem a piorar a partir dos 45 anos.   

Veja também: 

Tratamentos indicados 

  • Inseminação intra uterina, 

  • Fertilização in vitro;  

  • Fertilização por ICSI;  

  • PESA – punção aspirativa de espermatozoides do Epidídimo;  

  • TESE e microTESE- técnica de aspiração de espermatozoides do testículo 

*Sobre a  FERTIPRAXIS Centro de Reprodução Humana 

A Clínica FERTIPRAXIS é certificada pela Rede Latino-americana de Reprodução Assistida, por cumprir com eficiência as normas de controle de qualidade requeridas para todos os procedimentos. As instalações modernas são equipadas com recursos de alta tecnologia para manipulação e criopreservação de gametas e embriões, garantindo segurança no manuseio das amostras biológicas. Junto à tecnologia, o acolhimento aos pacientes é objetivo primordial.  Os profissionais que atuam na clínica, médicos especialistas, embriologistas,  enfermeiras e psicólogas, utilizam as mais avançadas técnicas de reprodução assistida para atender, orientar e tratar, da forma mais adequada, as pessoas que querem engravidar.   

www.fertipraxis.com.br

Assista ao Papo de Mãe sobre infertilidade masculina. 

CasalTentando EngravidarSaúde