Papo de Mãe
Papo de Mãe
» Saúde Mental

Entenda a importância da humanização no acolhimento de pacientes com ansiedade

A especialista em saúde integrativa Dra. Ana Paula Severino explica como esse diferencial no tratamento da ansiedade possibilita a busca pelo bem-estar

Redação Papo de Mãe Publicado em 15/04/2022, às 06h00

Imagem Entenda a importância da humanização no acolhimento de pacientes com ansiedade

​O atendimento integrativo de pacientes com ansiedade demanda diversas técnicas do profissional responsável acerca de como se aproximar e entender os problemas daquele indivíduo. Segundo a especialista em saúde integrativa Dra. Ana Paula Severino, trabalhar a partir do ponto de vista do acolhimento humanizado favorece uma ligação de confiança e compromisso com o paciente.


​“A partir do primeiro momento em que adentrar o consultório, as primeiras palavras que um paciente precisa ouvir são de como o tratamento será totalmente focado na busca de um bem-estar físico e emocional”, detalha a especialista.


​Dra. Ana Paula ainda explica que as práticas integrativas proporcionam o alívio da ansiedade e reduzem as queixas de dores dos pacientes, uma combinação de vantagens que consequentemente também melhora a qualidade do sono. “Lembrando que muitas vezes as técnicas devem ser associadas ao tratamento convencional e com a integração de uma equipe interdisciplinar.”

Veja mais:


Importância da anamnese e procedimentos indicados:
​A anamnese no consultório de práticas integrativas é feita através do acolhimento do paciente – que consiste na revisão do histórico de todos os sintomas narrados sobre determinado caso clínico – e da pulsologia clássica.
​“É através dessas observações que se inicia o tratamento para dores físicas e emocionais, que no caso dos pacientes com ansiedade inclui a acupuntura sistêmica em pontos específicos. Alguns quadros também requerem a realização de cromoterapia, aromaterapia, ventosaterapia, auriculoterapia, bandagem bioenergética, magnetoterapia, alinhamento dos centros de energia e mindfulness”, explica Dra. Ana Paula.
​Para a especialista, independentemente dos procedimentos adotados, o mais importante é entender que as práticas integrativas possibilitam novas ferramentas capazes de promover o bem-estar, pois ressignificam todo o processo entre saúde e doença. “Criando um equilíbrio energético do corpo com a mente e proporcionando que o ser humano seja visto como um todo e não como uma máquina de peças que devem ser tratadas individualmente.”

Quem é Dra. Ana Paula Severino?
Formada pela UEMG (Universidade Estadual de Minas Gerais), com atuação na PSF e na Área de Urgência e Emergência da rodovia, Dra. Ana Paula Severino também atuou como docente dos cursos de Graduação e Técnico de Enfermagem, além de capacitação profissional e científica pela EERP-USP (Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto).

Acompanhe o Papo de Mãe nas redes sociais:

Instagram: @papodemaeoficial l Twitter: @papodemae l Facebook

Saúde