Papo de Mãe
Papo de Mãe

É hora da aula de Educação Física online. Meu filho deve participar?

Até que ponto as crianças devem ser incentivadas a se exercitarem mesmo que dentro de suas casas, em pequenos espaços físicos?

Roberta Manreza Publicado em 28/09/2020, às 00h00 - Atualizado às 13h49

None
28 de setembro de 2020


Por Colégio Sepam*, 

Não é de hoje que a prática de exercícios físicos é incentivada para todas as idades pela medicina, porém com a pandemia de Covid-19 as crianças e os adolescentes deixaram de participar das aulas presenciais de Educação Física e dos treinos esportivos nas instituições de ensino. O sedentarismo ocupou o lugar também das atividades ao ar livre praticadas junto com família em parques, praças e clubes, devido à necessidade de isolamento social.

Mas até que ponto as crianças devem ser incentivadas a se exercitarem mesmo que dentro de suas casas, em pequenos espaços físicos?

Para a psicóloga do Super Dr. Saúde Integrada, de Ponta Grossa (PR), Kassiely Trentin, a prática de exercícios físicos está intimamente ligada com a concentração, uma vez que tais atividades estão associadas a funções cognitivas, as quais são estimuladas a partir da necessidade de habilidades, consciência corporal, coordenação e esforço físico. “Exercitando-se com frequência o cérebro trabalha de forma mais intensa, colaborando para a melhora das funções cognitivas, como concentração, memória e raciocínio”, explica Kassiely.

O pneumologista, Pedro Compasso, do Super Dr. Saúde Integrada, explica que a atividade física melhora a circulação sanguínea, o condicionamento cardiorrespiratório, o humor e propicia o bem-estar. “Os exercícios físicos deixam as crianças e os adolescentes mais relaxados para enfrentar toda a circunstância da pandemia, além de melhorar a disposição para as demais atividades estudantis”, afirma o médico.

Ele recomenda a participação dos alunos nas aulas de Educação Física online e pontua a interação entre professor e colegas. “Muitas vezes, os alunos não ligam a câmera para assistir às aulas, só escutam o professor na comodidade das suas casas, então a atividade física fará com que eles liguem a câmera, troquem de roupa e se prepararem para interagir com o professor e com os colegas”, observa Pedro.

E de interação e da importância das aulas de Educação Física para a saúde física e mental dos alunos o coordenador de Esportes do Colégio Pontagrossense Sepam, Ben Hur Chiconato, entende bem:  “Hoje, mais do que nunca, manter-se fisicamente saudável tornou-se prioridade”, acredita o coordenador.

Para tanto, o Colégio oferece mais de 60 possibilidades de atividades físicas que envolvem desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, com os alunos recebendo orientação remota tanto nas atividades lúdicas (crianças menores) quanto treinos funcionais (Ensino Fundamental e Ensino Médio).

As aulas em tempo real são de alongamento, condicionamento, basquete, vôlei, handebol, tênis de mesa, xadrez, ginástica rítmica, expressão corporal, judô e futsal.

Todas as atividades são coordenadas pelos professores que precisam, inclusive, prever o espaço físico que o aluno terá em sua casa para desempenhar o exercício solicitado. “Nossa área de atuação, em esportes, sempre dependeu muito do contato físico e da proximidade com os alunos, mas nosso time de professores tem encarado de forma motivada o fato de ficar em frente a uma câmera administrando os treinamentos”, comenta Chiconato.

Hoje, os estudantes do Colégio participam das várias atividades ministradas pelos professores nos horários das aulas remotas e no contraturno, durante os treinos no formato online.

*Sobre o Colégio Sepam

Fundado em 1939 na cidade de Ponta Grossa (PR) pelos professores Roberto Emílio Mongruel e Altair de Oliveira Mongruel, o Sepam é uma instituição de ensino particular de nível infantil, fundamental, médio e pré-vestibular. Possui duas unidades em operação, sendo a segunda na cidade de Castro (PR), inaugurada em 1993.  Com perfil arrojado e inovador, o Colégio Sepam implantou, em 2015, o programa de ensino médio internacional – o High School -, por meio de um convênio com a Universidade de Missouri (Estados Unidos). Na unidade Sepam Vestibulares, a Instituição completa 40 anos de atuação no segmento de pré-vestibular, consolidado como um dos líderes em aprovações do Paraná, com mais de dez mil aprovações em destacadas universidades brasileiras. O Colégio Sepam tem como linha filosófica a formação humanista de seus alunos e possui professores bilíngues com formação em diferentes áreas da licenciatura. sepam.com.br,  facebook.com/sepamcolegio e @sepamcolegio (Instagram).



ColunistasHome