Papo de Mãe
Papo de Mãe

DIVISÃO DE TAREFAS EM CASA: dicas de leitura

pmadmin Publicado em 24/10/2011, às 00h00 - Atualizado em 19/09/2014, às 19h41

None
24 de outubro de 2011


Oi, pessoal!O tema desta semana é DIVISÃO DE TAREFAS EM CASA! E que tal começarmos as postagens da semana com algumas dicas bacanas de leitura? O primeiro livro é de autoria de Celi Piernikarz (que deu entrevista para o Papo de Mãe na reportagem de Rosângela Santos) e Marilucia R.Gonçalves. Já o segundo, é uma sugestão da nossa telespectadora Janir (do RJ), que participou do chat ontem à noite após o programa. Confiram!Quem mexeu na minha Bagunça?Celi Piernikarz e Marilucia R.GonçalvesEditora Esfera A bagunça é uma das maiores queixas entre pais de adolescentes, e entenda-se aqui não somente a bagunça do quarto, mas também a falta de cumprimentos de horários, entrega de trabalhos, falta de critérios para gastos de mesada e, até mesmo, a bagunça em relação aos sentimentos, algo tão comum nesta fase da vida.
Trata- se de um livro que favorece a autonomia dos adolescentes, mostrando como cuidar de suas próprias coisas, obrigações e lugar onde habitam, oferecendo aos pais e às escolas um instrumento que pode ser usado não só na leitura familiar, mas também como livro paradidático, e que também pode ser aproveitado por muitos adultos “bagunceiros”.As autoras, Celi Piernikarz, psicóloga, psicoterapeuta e orientadora educacional e Marilucia R. Gonçalves, jornalista, com especialização em comunicação empresarial e educação, desenvolvem seus trabalhos junto a adolescentes, por isso conhecem profundamente este universo. Puderam assim, criar este “guia”, mostrando detalhes, com passo a passo e atividades de como “mexer na bagunça”, tornando a vida mais fácil, sem perder a graça da “bagunça natural”, numa linguagem que adolescentes e jovens conseguem absorver rapidamente. Para saber mais: www.quemmexeunaminhabagunca.blogspot.com***O ambiente da nossa casa
Samuel Murgel Branco
Editora Moderna
Mais do que o conhecimento ecológico, este livro pretende despertar na criança a percepção ou o sentimento ecológico. Para isso é necessário partir de coisas conhecidas e que fazem parte do seu dia-a-dia, como a casa. O ambiente doméstico representa para a criança a proteção, o alimento, a reprodução. Aí podem ser encontrados todos os tipos de inter-relações indispensáveis à sobrevivência de uma comunidade equilibrada, refletindo as próprias relações existentes em qualquer ecossistema natural.***RECADO IMPORTANTE!!!Estamos entre os 100 blogs mais votados para o prêmio topblog 2011! O primeiro turno de votações se encerrou e agora precisamos novamente de votos para o segundo turno, ou seja, se você já votou pode e deve votar novamente. Clique aqui para acessar a página de votação. Vote por e-mail e também pelo twitter. Só não esqueça de confirmar o voto pelo link que chegar pelo e-mail, pois sem isto o voto não será validado. Temos concorrentes fortes, precisamos muito de cada voto! Contamos com o apoio de todos!!! Muito Obrigada!!! 


Diversos