Papo de Mãe
Papo de Mãe

Distúrbios do Sono – Como funciona um bebê?

pmadmin Publicado em 05/11/2012, às 00h00 - Atualizado em 19/09/2014, às 19h28

None
5 de novembro de 2012


Conforme prometido no programa de ontem – Distúrbios do Sono -, segue a contribuição que a nossa telespectadora, Dra. Maria Regina Garibaldi, pediatra, autora do livro “Como funciona um bebê?”, enviou especialmente para o nosso programa. Agradecemos de coração por esta valiosa colaboração!  Logo que o bebê nasce, ele passa a conviver com um ambiente muito diferente daquele do útero e pode demorar um pouco a estabelecer o que chamamos de “ciclo cicardiano” (= o ritmo sono-vigília nas 24 horas). É preciso muita paciência e carinho para ajudarmos o bebê a estabelecer esse ritmo. Assim, durante o dia, é permitido mais barulho, uma musiquinha, conversas e o movimento normal da casa. Mas, no final da tarde, já podemos tornar a casa mais silenciosa, diminuir o movimento, escurecer um pouquinho o ambiente para que o bebê perceba que está na hora de descansar. Também é importante que o bebê esteja bem alimentado e bem agasalhado. Se possível, e de acordo com a temperatura externa, podemos dar um banho morno seguido de uma boa massagem – não há bebê que resista a tanto paparico e logo vai estar dormindo como um anjinho. Ao longo dos meses o bebê vai ficando mais acordado durante o dia – é preciso ter cuidado para que ele não troque o dia pela noite. Assim, o sono diurno deve ser curto e o bebê deve ser acordado delicadamente. Ir para a cama cedo também é uma medida importante. Estabelecer horários e criar uma rotina só fará bem para o nosso pequeno. Mais para o final do primeiro ano, a erupção dentária pode atrapalhar o sono dos nossos bebês – geralmente isso dura pouco tempo e ele logo vai superar esse pequeno incômodo. Se o sono se mantiver alterado é importante pesquisar outras causas: otites externas, infecções urinárias e lesões de pele que incomodam durante à noite podem ser os responsáveis por esse problema. Já na primeira infância, os motivos podem ser diferentes: carência emocional, terror noturno, bruxismo… É sempre indicada a terapia do relaxamento antes do sono. Músicas suaves, contar histórias, atividades calminhas podem e vão ajudar muito. E após uma boa noite de sono ver o nosso filho acordar com aquele sorriso é o melhor presente para o dia que se inicia. É preciso ensinar a eles a dar as boas vindas ao sol que nasce e ao presente de mais um dia inteirinho para viver. Espero ter ajudado, sou pediatra há mais de 20 anos e tenho um livro chamado “Como funciona um bebê ?” – a terceira edição vai sair no próximo ano. Estou à disposição para outros temas. Obrigado, Maria Regina Garibaldi. Rio de Janeiro.


Diversos