Papo de Mãe
Papo de Mãe
» INFÂNCIA

Dicas para celebrar o Dia Internacional do Brincar

Entenda a importância do brincar na formação infantil e confira sugestões de atividades para toda a família

Redação Papo de Mãe Publicado em 28/05/2021, às 10h17

Crianças brincando
Crianças brincando

O “World Play Day”, o Dia Internacional do Brincar, surgiu em 1999, criado pela International Toy Library Association (ITLA), que é uma associação internacional de brinquedotecas. A data é inclusive reconhecida Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF). 

No Brasil e em mais de 40 países, o objetivo do dia é estimular o brincar entre as crianças como uma ferramenta poderosa para o desenvolvimento, com pais, responsáveis e instituições educacionais, participando efetivamente. 

Leia também 

Semana Municipal do Brincar começa hoje

Podcast: Interação com criança: a escuta, o riso, o brincar

A escuta, o riso, o brincar: os benefícios da interação com as crianças

O brincar envolve o desenvolvimento de expressar sentimentos e reconhecer o em torno.  “A brincadeira é uma linguagem da criança, é quando ela se expressa, socializa, imagina, cria e se conecta com o mundo. O desenvolvimento é consequência dessa atividade que é própria da cultura infantil”, revela Aline Paes de Barros, diretora do Marista Escola Social Robru.

A pandemia da Covid-19 mudou diretamente a relação das crianças com a escola, o espaço de brincar e a interação entre familiares, que passou a ser maior “o ambiente da casa é muito diferente do que as crianças costumam ter nas escolas, portanto a nova rotina interferiu na maneira das crianças e dos adultos se relacionarem. Estando em casa, as famílias podem favorecer momentos de brincadeiras em conjunto ou buscar dentro das possibilidades proporcionar um ambiente seguro, acolhedor e divertido para as crianças”, reforça Aline.

A participação dos adultos também proporciona a troca de experiência da cultura do brincar ao longo do tempo, e a atividade, segundo a especialista, faz bem também para os mais velhos. “Em alguns momentos vinculamos o brincar com brinquedos, quando na verdade os itens são mais ferramentas do processo todo, os adultos podem ter uma participação efetiva na partilha de brincadeiras antigas, por exemplo, assim como na contação de histórias do seu tempo de criança. Todas essas atividades contribuem para o desenvolvimento dos pequenos, mas também para momentos de vínculo, e desenvolvimento da criatividade e imaginação dos adultos”, afirma Aline. 

A especialista dá dicas de atividades para toda a família celebrar o dia internacional do brincar:

  • Brincadeiras com caixas de papelão, tecidos, sapatos, papéis de rascunho, embalagens de leite e etc. Os itens de casa podem se tornar um mundo totalmente diferente para as crianças. 
  • “Vale aquela cantiga de roda que poucos conhecem, ou brincadeiras tradicionais que eram feitas quando criança, esse momento garante bem estar e diversão para todos os membros da família”, reforça Aline. 
  • É possível envolver toda família em um dia de brincadeiras, com um papel anotar o placar de cada atividade, transformando o dia em uma gincana, vale carregar o ovo na colher, assim como montar uma caixa desmontada, ou até um caça ao tesouro procurando itens da casa. 
  • O excesso de telas deve ser evitado, mas é possível utilizar esse recurso com moderação de uma forma positiva. A internet proporciona conhecer e assistir tutoriais que são transformados em novas brincadeiras. Que tal criar seus próprios fantoches com tutoriais “faça você mesmo”?.
  • Inserir no cotidiano das crianças, mesmo que em casa, elementos que remetam à natureza, pode tornar a brincadeira mais criativa e ainda inserir um pouco de vida na rotina das crianças. Plantas, sementes, pedrinhas, folhas e terra podem ofertar ótimas possibilidades de brincadeiras em conjunto. A criatividade das crianças permitirá tornar esses momentos únicos.
DesenvolvimentoDiversãoEducaçãoFamília0 a 2 anos3 a 8 anosCriançaPrimeira Infância