Papo de Mãe
Papo de Mãe
» EXEMPLO

Cristiano Ronaldo sem conflito de interesses: e o aleitamento materno com isso?

O pediatra Moises Chencinski elogia a atitude do jogador Cristiano Ronaldo contra a Coca-Cola e pede mais gestos como o do craque para proteger a amamentação

Dr. Moises Chencinski* Publicado em 16/06/2021, às 11h39

Foto: Reprodução Twitter
Foto: Reprodução Twitter - Cristiano Ronaldo tira garrafas de Coca-Cola da bancada de entrevista

Logo após o jogo entre Portugal (3) e Hungria (0) pela Eurocopa, o protagonista da partida, Cristiano Ronaldo, foi para a entrevista coletiva. Com 2 gols no jogo (aos 87 e aos 92 minutos), ele quebrou mais um recorde em sua carreira, ultrapassando Michel Platini, e tornando-se o maior artilheiro do torneio com 11 gols marcados.

Cheio de moral, como sempre, ele protagonizou não só o jogo, mas também um dos atos mais simbólicos dos últimos tempos. Ao se sentar para a entrevista, ele retirou de sua frente 2 garrafas de Coca-Cola, pegou uma garrafa de água e disse: ÁGUA, viralizado em vários vídeos.

Cristiano Ronaldo, aos 36 anos, é conhecido como um exemplo de atleta (pelo menos aos olhos do mundo), que se cuida e que sempre quer a vitória, jogando em alto nível na Juventus (Itália) e pela seleção de Portugal.

A não ser que (e acho pouco provável):

  1. Ele tenha contrato com outras empresas e isso tenha sido uma jogada comercial ou,
  2. Ele tenha alguma revolta com o patrocínio específico da Coca-Cola, ou
  3. Ele esteja incomodado com a realização da Eurocopa e isso seja uma forma de demonstrar.

Essa foi uma atitude de peso, de ética, de alguém que, de verdade, se preocupa com sua saúde e tem consciência do seu papel social, sem CONFLITO DE INTERESSES. Seu ato e sua única palavra calaram fundo na alma de milhões de pessoas e trouxeram uma grande repercussão mundial, inclusive do ponto de vista econômico.

Segundo noticiado, o mercado abriu com as ações da Coca-Cola custando cerca de US$ 56,10 (cerca de R$ 285,00). Meia hora depois, as ações apresentaram uma desvalorização de 1,6%, alcançando um valor mínimo de US$ 55,22 (cerca de R$ 280,00). O jornal "Marca", da Espanha, afirma que a queda aconteceu 30 minutos depois do fim da entrevista coletiva de Cristiano Ronaldo (uma perda no valor total de mercado de US$ 4 bilhões, caindo de US$ 242 bilhões para US$ 238 bilhões).

Veja também: 

Só que era Cristiano Ronaldo.

Nós não somos “Cristianos Ronaldos”, mas com consciência, ética, coragem, juntos podemos fazer diferença na saúde de todos.

A Semana Mundial de Aleitamento Materno de 2021 tem como tema: PROTEGER A AMAMENTAÇÃO: UMA RESPONSABILIDADE DE TODOS.

É fundamental a ação em nível nacional, nos sistemas de saúde, no trabalho remunerado e informal e em nível comunitário. A WABA (Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação), todos os anos, estabelece o tema a ser abordado mundialmente e faz uma recomendação de ações, após uma análise da situação do aleitamento materno no mundo. É necessário proteger a amamentação.

Isso é claro e cristalino como a ÁGUA para o bem da saúde do mundo.

Como LEITE MATERNO, SEM CONFLITO DE INTERESSES pelo marketing das indústrias.

Esse ano, tive a responsabilidade e a honra de traduzir para o português*, mais uma vez, o conjunto de ações propostas pela WABA e sugiro fortemente a leitura de todos, mas, especialmente, de quem trabalha pelo aleitamento materno, das empresas e dos órgãos governamentais.

Sem essas ações, o marketing dos substitutos do leite materno influencia, de forma marcante, as taxas de amamentação no mundo, que até o momento não atingem a marca de 50% das crianças em aleitamento materno exclusivo até o 6º mês, como é a proposta da Organização Mundial de Saúde para 2.025. Menos da metade das crianças têm a oportunidade de receberem o leite materno exclusivo até os seus 6 meses de vida.

Que fique claro.

  • Sim. Há crianças que necessitam de substitutos de leite materno com preparação adequada e água limpa.
  • Sim. É direito das mães optarem por amamentar ou não, sempre informadas adequadamente pelos profissionais éticos e atualizados e não pela indústria ou seu marketing.
  • Não. A questão não é a indústria ou os funcionários que nela trabalham.

A questão é o marketing abusivo. A questão é o CONFLITO DE INTERESSES, em que o foco e a preocupação principais são o lucro financeiro e não a saúde de ninguém.

TERRA, PLANETA ÁGUA.

Precisamos de mais CR7s (Cristiano Ronaldo o camisa 7 - como ele é conhecido) para nos encantar com seu futebol, com seus golos (gol em português de Portugal), mas essencialmente com seus princípios.

PROTEGER A AMAMENTAÇÃO: UMA RESPONSABILIDADE DE TODOS.

Precisamos de todos para que, em tempos de pandemia, possamos dar mais um passo fundamental e ético rumo à saúde das crianças e do planeta, de forma simples.

Plano de ação (veja mais nesse link).

  • INFORMAR as pessoas sobre a importância de proteger o aleitamento materno.
  • ENFOCAR o apoio ao aleitamento materno como uma responsabilidade vital para a saúde pública.
  • ENVOLVER-SE com indivíduos e organizações para buscar maior impacto.
  • ARTICULAR as ações sobre a proteção do aleitamento materno para melhorar a saúde pública.

P.S.: A água que o Cristiano Ronaldo tomou também era da Coca-Cola. Assim, a questão não era em relação à empresa e sim ao refrigerante não saudável.  

*A tradução do folder de ação teve a revisão de Marina Ferreira Rea - Member of IBFAN Global Council (G5), a colaboração de Miriam Oliveira dos Santos - pediatra Coordenadora das Políticas de Aleitamento Materno e BLH/SESDF e a diagramação de Danielle de Oliveira Freire.

*Dr.  Moises Chencinski , pediatra e homeopata.

Presidente do Departamento Científico de Aleitamento Materno da Sociedade de Pediatria de São Paulo (2016 / 2019 – 2019 / 2021).
Membro do Departamento Científico de Aleitamento Materno da Sociedade Brasileira de Pediatria (2016 / 2019 – 2019 / 2021).
Autor dos livros HOMEOPATIA mais simples que parece, GERAR E NASCER um canto de amor e aconchego, É MAMÍFERO QUE FALA, NÉ? e Dicionário Amamentês-Português
Editor do Blog Pediatra Orienta da Sociedade de Pediatria de São Paulo.
Criador do Movimento Eu Apoio leite Materno.

Assista ao Papo de Mãe sobre o bebê de seis meses e amamentação. 

Amamentação / AlimentaçãoMoises ChencinskiNotíciasSaúdeVídeos