Papo de Mãe
Papo de Mãe
» COLUNISTA

Conhecimento científico X experiências das redes sociais

A ciência é a arma mais poderosa na construção do pensamento, e é através dela que a humanidade evolui e cura suas doenças e pestes

Vinicius Campos* Publicado em 29/01/2021, às 00h00 - Atualizado às 12h13

Proteja seu filho de um “vírus” assustador: a pós-verdade
Proteja seu filho de um “vírus” assustador: a pós-verdade

Que mundo vamos deixar aos nossos filhos?

Essa pergunta sempre aparece quando o assunto é meio ambiente, ou vemos uma notícia de violência, ou guerra na TV, mas hoje em dia temos uma nova preocupação: a pós-verdade.

A pós-verdade é quando uma mentira é repetida tantas vezes, por tantas pessoas, que começamos a acreditar que sim é verdade.

E o que tem isso a ver com a educação dos nossos filhos?

Estou lendo um livro “Pensar con otros” – de uma autora argentina, que analisa como a humanidade tem deixado de lado o conhecimento científico para centrar suas crenças em experiências, e nas experiências de conhecidos, ou até desconhecidos que mandam vídeos de Whatsapp ou outros meios.

Leia também

A difícil arte de criar filhos

Esse fenômeno já começa a afetar a vida de todos nós. Por exemplo, muita gente já não quer vacinar a seus filhos, prática que por décadas vêm salvando a vida de milhões de pessoas e melhorando em muito a nossa qualidade de vida.

Outro exemplo é o tratamento da Covid-19 no Brasil. Um governo sem nenhuma evidência científica, colocou a esperança do povo na cloroquina, repetiu e repetiu essa ideia à exaustão, duvidou do conhecimento científico, e o resultado podemos ver diariamente.

Aqueles que defendem que a Terra é plana também são vítimas da pós-verdade, óbvio que um bando de lunático defendendo esse absurdo não é nocivo pra gente, a Terra continuará sendo redonda e está tudo bem, o que mostra esse exemplo é como o ser humano é capaz de abraçar qualquer teoria sem nenhuma evidência científica e defendê-la como se fosse a pura verdade. Perigo!

A pós-verdade pode ser destruidora e a tendência é que cresça cada vez mais, afinal com tanto conteúdo chegando diariamente, as pessoas não têm tempo, nem paciência para pesquisar, investigar fontes e se aprofundar na informação que recebem.

Nossa única arma, como sempre, é o conhecimento. Podemos evitar que a pós-verdade leve canalhas ao poder, e destrua vidas. Para isso precisamos preparar nossos pequenos mostrando que as experiências individuais são importantes, mas o conhecimento científico ainda é a melhor maneira para que o mundo evolua e possamos viver melhor.

A ciência é estática e sempre acerta? Não. Mas a ciência é a arma mais poderosa na construção do pensamento, e é através dela que a humanidade evolui e cura suas doenças e pestes.

Então quando em casa alguém na hora do jantar falar: mãe, disseram que comer manga e tomar leite mata, ou que nadar depois de comer faz mal, use esse momento como um exercício científico. Entre na internet com seu pequeno, procure informações comprovadas, mostre a ele ou a ela a importância de se ter uma fonte segura, instigue o saber e a curiosidade. Não somente será um momento divertido e esclarecedor, como vai prepará-los para não acreditar em qualquer bobagem que chegar no Whatsapp.

No final ganhamos todos.

E você também, faça o exercício. Não acredite em tudo que vê por aí. Temos uma tendência a acreditar em notícias que tem a ver com o nosso jeito de olhar o mundo, mas será que elas são reais? Inclusive esse meu texto. Abra uma nova janela e faça a sua pesquisa sobre pós-verdade e comente aqui o que você encontrou.

Até a próxima semana! 

vinicius campos
Vinicius Campos escreve semanalmente para o Papo de Mãe
*Vinicius Campos, ator, escritor, pai de 3 adolescentes e colunista do Papo de Mãe
ColunistasVinicius CamposComportamentoConflitosDesafios / DilemasDestaquesDicasDiversosEducaçãoFamíliaMãe / PaiHomePandemia3 a 8 anos9 a 12 anosAdolescenteCriançaJovemSaúde