Papo de Mãe
Papo de Mãe

Congelamento de óvulos: quando é indicado?

Mariana Kotscho Publicado em 16/02/2021, às 00h00 - Atualizado às 11h09

None
16 de fevereiro de 2021


O especialista em medicina reprodutiva Gustavo Kröger explica quando o congelamento de óvulos é indicado.

Por Papo de Mãe*

O congelamento de óvulos é indicado principalmente para mulheres que desejam adiar a gravidez ou para pacientes com câncer. Para o congelamento, a paciente passa por uma estimulação da produção de óvulos – que depois são aspirados e congelados.

Existe a indicação chamada de “congelamento social”: pós os 35 anos, o óvulo perde qualidade, então se a mulher congela antes, ela congela óvulos “jovens” e pode adiar a gravidez.

Outra indicação é para mulheres que farão tratamentos que podem comprometer a quantidade e a qualidade dos óvulos, como o tratamento com quimioterapia para combater o câncer. Assim, a mulher tem a possibilidade de congelar óvulos saudáveis.

O congelamento de óvulos garante o armazenamento de uma reserva com qualidade, mas não necessariamente a garantia de uma gravidez de sucesso.

O Dr. Gustavo Kröger explica que a quantidade de óvulos que será armazenada vai variar de acordo com a paciente: sua idade e condições de saúde. Quando a mulher decidir engravidar com os óvulos congelados, ela deverá passar por uma fertilização in vitro.

Assista ao vídeo do Dr. Gustavo Kröger com a explicação completa sobre congelamento de óvulos:

Se inscreva no Canal Papo de Mãe no Youtube

Veja também:

O que é reserva ovariana?

Ovodoação: a doação de óvulos

Dicas para engravidar




ColunistasGustavo KrögerHomeTentando EngravidarVídeos