Papo de Mãe
Papo de Mãe

Conflito carreira e maternidade

Roberta Manreza Publicado em 26/01/2017, às 00h00 - Atualizado às 12h33

None
26 de janeiro de 2017


Por Mariana Kotscho*

Quando os filhos nascem, muitas mulheres que trabalham fora passam por um conflito no fim da licença maternidade: voltar ou não ao trabalho.

A vontade de estar com o bebê por mais tempo e a falta de opção para ter com quem deixá-lo são os principais motivos.

Mas em geral essas mulheres no momento em que ficam grávidas estão em cargos pelos quais batalharam muito. Estudaram, se dedicaram à carreira. E também existe o lado financeiro. É uma escolha difícil.

O importante quando pai e mãe vivem juntos é que esta decisão seja tomada pelos dois e pensando também naquela mulher e não apenas no bebê.

A mulher tem que se sentir feliz com a opção que faz para mais tarde não cobrar do filho ou do marido que um dia abriu mão da carreira. E pode ser por apenas um determinado tempo, depois ela volta a trabalhar.

Outras mulheres não chegam a abandonar a profissão, apenas mudam um pouco os rumos dela para se adaptar à nova rotina.

No programa Papo de Mãe que gravamos com homens donos de casa também mostramos que acontece o contrário: o homem é quem abre mão da carreira para cuidar dos filhos e da casa enquanto a mulher trabalha fora e investe na carreira.

Mas isso ainda é bem raro dentro das famílias brasileiras.

De qualquer maneira, é preciso muito diálogo e bastante parceria do casal na hora de fazer essas escolhas.

* Mariana Kotscho é mãe, jornalista, apresentadora do Programa Papo de Mãe da Tv Cultura e colunista do Portal Papo de Mãe.

Papo de Mãe recomenda:




ColunistasMariana Kotscho (2)ConflitosCuidadoresHome0 a 2 anosPós-partoTrabalho / Carreira