Papo de Mãe
Papo de Mãe
» MEIO AMBIENTE

Como ensinar as crianças a amarem a natureza? Biólogo dá 3 dicas que podem ser postas em prática hoje mesmo

Para Leonardo Hatano, cuidar da natureza não é apenas preservar o meio ambiente no futuro: também é garantir a vida humana no presente

Sabrina Legramandi* Publicado em 20/09/2021, às 16h20

Práticas podem ser benéficas, até mesmo, para ensinar responsabilidade e os ciclos da vida às crianças
Práticas podem ser benéficas, até mesmo, para ensinar responsabilidade e os ciclos da vida às crianças

O mundo está mudando e o cotidiano já informa sobre essas mudanças. A falta de água na região Centro-Sul do Brasil, as oscilações de um tempo quente para um frio extremo repentino e as queimadas nas florestas não são acontecimentos isolados. Tudo é consequência de uma ação humana que, se não for mudada, pode trazer resultados ainda mais graves. Mas o que fazer?

Apesar de os grandes empresários e governantes terem uma parcela imensa de responsabilidade pelos desastres ambientais, criar uma rotina que respeite a natureza e envolva as gerações que viverão no planeta futuro – as crianças – também deve ser um dever dos pais.

Veja também:

"Os governantes e empresários devem adotar medidas de preservação, recomposição do ambiente natural e investimentos em novas tecnologias para desenvolvimento sustentável. Individualmente, é possível colocar em prática comportamentos mais sustentáveis e educar as gerações futuras a cuidar melhor de nossa casa: o planeta Terra", explica Leonardo Teruyuki Hatano, biólogo, professor da Academia de Ação Climática no Brasil e coordenador dos projetos de educação ambiental no Centro Educacional Agrourbano Ipê.

Cuidar da natureza, segundo Leonardo, envolve não apenas respeitar o meio ambiente, mas entender que a vida humana também faz parte de tudo isso e deve ser protegida. "O ser humano moderno tem se distanciado cada vez mais do ambiente natural", afirma. Para ele, o principal foco dos pais deve ser ensinar o princípio básico do cuidar: a empatia.

Leonardo Teruyuki Hatano
Leonardo Teruyuki Hatano, biólogo, professor da Academia de Ação Climática no Brasil e coordenador dos projetos de educação ambiental no Centro Educacional Agrourbano Ipê – Foto: Plataforma 2811

Se colocar no lugar do outro ou exercitar analisar o problema a partir da visão do outro ajuda a criar uma cultura de paz e respeito às diferenças." (Leonardo Teruyuki Hatano)

Para mostrar que o cuidado com as plantas, os animais, os seres microscópicos e os fatores abióticos deve ser algo natural e não "papo de ambientalista", Hatano dá dicas que podem ser colocadas em prática em casa hoje mesmo.

1. Compre de produtores locais

Leonardo ressalta que o papel dos pais deve ser gerenciar o consumo excessivo em casa. Ensinar as crianças a lerem o rótulo das embalagens e comprar produtos de agricultores familiares que produzem de forma ecológica pode ser bom tanto para a saúde da família quanto para a do planeta.

"Comprar de produtores locais faz com que você consuma menos produtos químicos e é ótimo para a economia local e o meio ambiente por evitar o transporte de produtos por longas distâncias com a utilização de combustíveis fósseis", explica o biólogo.

2. Reutilize

É importante que os pais incentivem os filhos a reutilizarem potes e alguns tipos de embalagens. Segundo Hatano, isso prolonga a vida útil do material que seria descartado e evita que ele chegue a aterros sanitários e polua o meio ambiente.

Além disso, uma boa prática é ensinar as crianças a separar corretamente os resíduos sólidos que podem ser reciclados. "É essencial que os materiais recicláveis cheguem em boas condições às usinas de reciclagem, gerando economia de recursos naturais e energia", afirma.

3. Que tal olhar para a natureza de dentro de casa?

Leonardo sugere uma atividade que faz bem à natureza e também ensina e diverte as crianças: construir um minhocário para processar os resíduos orgânicos. "As crianças têm muita curiosidade em relação a esses invertebrados, muito importantes para o solo", diz.

Cultivar plantas também é uma opção ótima para educar as crianças. Além de demonstrar os ciclos da natureza, ter mudas em casa também ensina responsabilidade aos pequenos. O biólogo dá a dica de delegar responsabilidades diárias no cuidado, como a rega.

Ter plantas em casa possibilita falar sobre o processo de fotossíntese e a importância dos seres fotossintetizantes para minimizar o aquecimento global, entre outras descobertas que surgirão durante o desenvolvimento de cada espécie escolhida." (Leonardo Teruyuki Hatano)

Se a família decidir plantar espécies comestíveis, a prática ainda pode melhorar a alimentação em casa. "Essas plantas podem se transformar em uma bela refeição e isso é uma oportunidade para orientar as crianças sobre alimentação saudável", finaliza o biólogo.

*Sabrina Legramandi é repórter do Papo de Mãe

Assista ao programa do Papo de Mãe sobre ecologia e crianças:

Desafios / DilemasDicasCriança