Papo de Mãe
Papo de Mãe

BRINCADEIRAS ANTIGAS – 5 brincadeiras para você relembrar com o seu filho

Roberta Manreza Publicado em 12/10/2014, às 00h00 - Atualizado em 14/10/2014, às 07h52

None
12 de outubro de 2014


Por Crescer online

Quer coisa melhor do que comemorar o Dia das Crianças se divertindo – e muito – com elas. Então, aproveite para relembrar algumas brincadeiras que fizeram parte da sua infância e ensine-as ao seu filho. Listamos 5 abaixo. Mas você confere mais de 60 no aplicativo Guia de Brincadeiras Crescer. Ele é gratuito e está disponível para iPhone e iPad.  Aproveite!

Corre, cotia

Essa brincadeira também é conhecida como lenço atrás. Depois de selecionar a criança que vai correr com o lenço na mão, todas as demais devem se sentar em roda com os olhos fechados. O participante que está em pé deve correr em volta do círculo com o lenço na mão e cantar: “Corre, cotia, na casa da tia. Corre, cipó, na casa da vó. Lencinho na mão, caiu no chão. Moça bonita do meu coração. Posso jogar? Ninguém vai olhar?”. Depois, ele escolhe um colega e coloca o lenço atrás dele. A criança que recebeu o lenço corre atrás daquela que jogou. Se pegá-la, será o próximo a jogar o lenço. Se não conseguir, a brincadeira recomeça com a mesma criança.

Esconde-esconde

Primeiro é preciso selecionar quem será o pegador (dois ou um é uma boa ideia). O escolhido será aquele que vai “bater cara” em um local pré-determinado (“pique”) e contar com os olhos fechados até 10 para que todos se escondam. Depois, ele sai em busca dos colegas. Quem está escondido deve correr para o “pique” sem ser pego para se salvar, contar 1, 2 e 3 e dizer o nome. Se não conseguir, quem foi pego primeiro será o próximo a “bater cara” – a não ser que o último escondido consiga driblar o pegador e salve todos os participantes no pique. Essa típica brincadeira integra várias crianças, desenvolve a criatividade e faz o tempo passar de forma divertida. Ao ar livre, as possibilidades de esconder são um desafio a mais que elas vão adorar superar. Para os menores, as regras podem mudar, claro. Afinal, o simples fato de serem encontrados ou encontrar alguém já renderá boas gargalhadas.

Amarelinha

Ótima para desenvolver a noção de respeito às regras e aprender a esperar a vez. Para brincar, desenhe a amarelinha no chão, com giz (ou compre uma de EVA em lojas de brinquedos), e siga os passos abaixo:
1. Cada jogador precisa de uma pedrinha.
2. Quem começar joga a pedrinha na casa marcada com o número 1 e vai pulando de casa em casa, partindo da casa 2 até a última, definida como “céu”.
3. Só é permitido pôr um pé em cada casa.
4. Quando chegar ao “céu”, o jogador vira e volta pulando da mesma maneira, pegando a pedrinha quando estiver na segunda casa.
5. A mesma pessoa começa de novo, jogando a pedrinha na segunda casa.
6. Perde a vez quem:
• Pisar nas linhas do jogo
• Pisar na casa onde está a pedrinha
• Não acertar a pedrinha na casa onde ela deve cair
• Não conseguir (ou esquecer) de pegar a pedrinha na volta.
7. Ganha quem terminar de pular todas as casas primeiro.

Vivo ou morto

Escolha quem vai dar os comandos da brincadeira. Depois, esse participante fica de pé, de frente para os outros. Quando ele falar “morto”, todos devem agachar. Ao falar “vivo”, todos devem se levantar. A diversão fica por conta de quem se atrapalha, erra o comando e sai do jogo. O único participante que sobrar será o vencedor e quem vai conduzir a brincadeira novamente.

Mãe da rua

Desenhe no chão duas riscas paralelas, com uma boa distância entre elas, como se fossem a rua e duas calçadas. Tire a sorte para saber quem será a mãe da rua e divida as crianças em dois times. Cada time deve ficar em uma calçada e a mãe da rua, no meio. Então, começa a correria! Todos têm que atravessar de um lado para outro pulando em um pé só e fugindo da mãe da rua. Quem for pego será a próxima mãe da rua.

Link para matéria: http://revistacrescer.globo.com/Dia-das-Criancas/noticia/2014/10/5-brincadeiras-para-voce-relembrar-com-o-seu-filho.html

Dica: Papo de Mãe – Brincadeiras Antigas.




Diversão