Papo de Mãe
Papo de Mãe

COM QUEM DEIXAR MEU FILHO – Avó, babá ou creche – existe uma opção ideal?

pmadmin Publicado em 03/01/2011, às 00h00 - Atualizado em 03/10/2014, às 15h58

None
3 de janeiro de 2011


Este é um dilema que todos nós que temos filhos já nos deparamos: com quem deixá-los quando temos que sair para trabalhar? O que é melhor: babá, creche ou uma pessoa da família para tomar conta da criança?

Embora não seja obrigatório matricular crianças de até 3 anos em escolas, a vaga em creches é um direito previsto em lei, sendo dever dos municípios, com ajuda dos estados, garantir creches e pré-escolas públicas para todas as crianças. Uma pesquisa realizada em Londres constatou que crianças de 3 anos que, aos 9 meses de idade, começaram a frequentar o berçário, estão mais preparadas para a vida escolar do que as que tinham sido cuidadas pelos avós ou babás.

Na opinião dos especialistas presentes no programa, não existe opção ideal, tudo vai depender da realidade familiar. Entretanto, algumas considerações merecem atenção.  Uma criança até 1 ano de idade, por exemplo, tem muito mais propensão a adquirir doenças, e por isto, do ponto de vista médico, seria mais indicado que ela permanecesse num lugar mais reservado como sua casa ou a de um parente. Por outro lado, sob o ponto de vista psicológico, é muito importante que a criança tenha oportunidade de conviver com crianças da mesma faixa etária para que, mais tarde, não haja problemas de sociabilização.

Para quem opta por contratar uma babá, é preciso ficar atento. Segundo uma pesquisa realizada por uma empresa do ramo, que analisou 6 mil fichas ao longo de 4 anos, 15% delas tinham antecedentes criminais, a maioria por agressão. Além disto, 28% das babás mentiram sobre as referências no momento da contratação. Por isto, diante de qualquer suspeita, os pais devem observar, sobretudo, o comportamento das crianças, que pode sofrer mudanças caso elas estejam sendo vítimas de maus tratos.

De acordo com uma pesquisa da Organização Internacional do Trabalho, há 600 mil babás em todo o Brasil. São técnicas em enfermagem, pedagogas, ex-vendedoras e, principalmente, empregadas domésticas. O número de babás empregadas hoje é cinco vezes maior do que há uma década. A profissão ainda não foi regulamentada e segue a legislação das empregadas domésticas.

Enfim, não se pode generalizar afirmando o que é melhor para cada família. O mais importante de tudo é que os pais estejam conscientes e satisfeitos com a sua decisão, seja optando por deixar o filho com um parente, colocando na creche ou contratando uma babá.

Por fim, apenas para lembrar que, segundo a lei, deixar uma criança ou um adolescente de até 16 anos sozinho em casa é crime. O abandono de incapaz tem pena prevista de seis meses a três anos de prisão.

Por hoje é isto. Este foi um resumo do nosso Papo. Esperamos que tenham gostado. Acessem os sites de nossos convidados para outras informações:

http://www.donosdecasa.com/http://www.institutogerar.com.br/

http://www.babaideal.com.br/http://www.proclinicadevacinacao.com.br/

Dica: Papo de Mãe – Com quem deixar meu filho?




Creche / BerçárioCuidadores