Papo de Mãe
Papo de Mãe

Eu sou pai dela

Roberta Manreza Publicado em 08/06/2016, às 00h00 - Atualizado às 07h26

None
8 de junho de 2016


Por Guilherme Fuoco *, jornalista e autor do blog Papai Jovem

Eu sou pai dela que vai ser sua amiga.

Eu sou pai dela que vai ser sua namorada.

Eu sou pai dela que vai ser sua esposa.

Eu sou pai dela que vai ser sua companheira.

Eu sou pai dela que não vai ser sua.

Eu sou pai dela que não vai ser sua escrava.

Eu sou pai dela que não nasceu pra te servir.

Eu sou pai dela que não servirá pra te saciar.

Eu sou pai dela.

Ela que é dona dela.

Você não será convidado a ser dono dela, por causa do batom.

Você não será convidado a ser dono dela, por causa do vestido curto.

O corpo, a mente, a alma, a opinião são dela.

Eu sou pai dela, velho.

E, se ela quiser ser puta, mano, ela pode ser, porque ela será o que quiser.

Eu sou pai de uma mulher que nasceu para ser, falar, fazer o que quiser.

Isso eu vou ensinar.

Você, puto da filha, não escolhe o que ela vai ser.

Se você é pai dela também, explica pra ela que ela é, ela faz, o que bem entender.

Se você é pai dele, ensina pra ele que ele é dono dele e jamais será dono dela.

E assiste a esse vídeo aqui:

*Guilherme Fuoco, 26, é jornalista e foi pai aos 19 anos. Escreve o blog Papai Jovem e é autor do livro “Papai Jovem – Não suma. Assuma!”.

papai jovem

Papo de Mãe recomenda:

Leia outros artigos de Guilherme Fuoco e veja a sua participação no Papo de Mãe sobre Pais Jovens:




ColunistasComportamentoDesafios / DilemasCasal9 a 12 anosRelação com a Família