O Portal
da Vida em Família
11/05/2021

Urologista tira dúvidas sobre fimose

Compartilhe a matéria



O urologista e pesquisador pela USP, Dr. Flávio Iizuka, esclareceu ao Papo de Mãe as principais dúvidas sobre fimose. Pais e Mães de meninos precisam estar atentos aos sinais quando algo não vai bem.

Por Papo de Mãe

Fimose tem sintomas?

Dr. Flávio Iizuka: Fimose é uma condição em que existe no prepúcio do menino ou do homem adulto um anel que dificulta a exposição completa da glande. Então, a fimose pode provocar uma dificuldade de exposição adequada da glande o que dificulta a higiene. Outra coisa que pode acontecer por conta da dificuldade de higiene, é uma maior propensão a ter inflamação da glande e do prepúcio por infecções, geralmente por fungos (que é a candidíase peniana).

Ao longo tempo, pessoas que não trataram de fimose também têm uma incidência maior de câncer de pênis, existem estudos que mostram que o Brasil infelizmente é um dos países que mais tem esse tipo de câncer, isso é por conta de um mau atendimento dos meninos, que não recebem atenção adequada e não operam os casos mais graves quando necessário. A indicação cirúrgica é quando acontece a impossibilidade de abrir e de higienizar o pênis.

Meninos pode desenvolver fimose desde pequenos

Como prevenir a fimose?

Dr. Flávio Iizuka: A fimose é uma doença congênita. Quando se fala em fimose primária, que não tem como prevenir, o que existe é o tratamento adequado  – que são exercícios feitos com orientação do pediatra ou de um urologista.

A  fimose secundária acontece na vida adulta, mas é possível promover a prevenção através do atendimento correto por um especialista.

Dr.Flávio Iizuka

O tratamento é sempre com cirurgia?

Dr. Flávio Iizuka: A fimose primária e a  secundária podem ser tratadas com tratamento clínico. Existe uma pomada tem 80% de eficácia nos casos de fimose primária. E uma vez que é feita de forma adequada junto com exercícios de tentativa de exposição da glande, geralmente após 2 meses, 80% dos pacientes conseguem reverter a fimose sem precisar passar pela cirurgia.

É muito importante que o urologista avalie os pacientes porque muitos podem, além da fimose, ter uma condição chamada aderência bálano-prepucial, em que a pele do prepúcio está colada à glande e muitas vezes com cremes anestésicos o especialista pode fazer o descolamento da aderência em consultório.

Com relação à fimose secundária, quando já existe a fibrose, a eficácia desse creme é bem menor e já está indicado o tratamento cirúrgico. A cirurgia de fimose é relativamente simples e pode ser feita a nível ambulatorial.  Geralmente o paciente recebe alta no mesmo dia.

O tempo de recuperação para retorno às atividades é de 48 a 72 horas.

Site: http://www.climedin.com.br

Instagram: @dr.flavioiizuka

Assista ao Papo de Mãe sobre fimose em crianças

 

Veja também

Aprenda a identificar os sinais de infecção urinária na infância




Compartilhe a matéria

Tags: , , , ,