O Portal
da Vida em Família
11/05/2021

5 dicas importantes para o transporte seguro de crianças e que salvam vidas

Compartilhe a matéria



Novo código nacional de trânsito passa a valer esta semana. A prevenção é o melhor caminho para evitar acidentes com crianças. E informar é a melhor maneira de promover a prevenção. A ONG Criança Segura destaca 5 dicas para transportar crianças com segurança.

 

Por Criança Segura*

Atualmente, os acidentes de trânsito são a principal causa de morte acidental entre crianças de até 14 anos de idade no Brasil. Todos os dias, 3 crianças nesta faixa etária perdem a vida e outras 29 são hospitalizadas em razão desses acidentes.

Criança em segurança no carro

Para tentar reduzir esses índices alarmantes, entra em vigor esta semana o novo Código de Trânsito Brasileiro e algumas alterações vão garantir uma maior segurança no transporte das crianças:

Crianças com idade inferior a 10 anos que não tenham atingido 1,45 m de altura devem ser transportadas nos bancos traseiros, em dispositivo de retenção adequado para cada idade, peso e altura. Antes, a exigência era até 7 anos e meio de idade. Motoristas que descumprirem a lei estarão cometendo infração gravíssima e foi mantida a multa.

Somente crianças a partir dos 10 anos de idade poderão ser conduzidas em motos. Descumprir essa determinação é infração gravíssima, com multa e suspensão do direito de dirigir.

 

Assista ao vídeo da ONG Criança Segura sobre como instalar corretamente a cadeirinha

“O uso dos dispositivos de retenção (bebê conforto, cadeirinha e assento de elevação), quando feito de maneira correta, reduz em 71% o risco de morte em caso de acidentes. Mas, como há muita dúvida sobre esse assunto”.

Confira as 5 dicas para o transporte seguro

  1. Instalação correta: A cadeirinha é fixada ao banco do veículo utilizando o cinto de segurança de três pontos. Com o dispositivo instalado, dê uma boa balançada na base dele. Em uma instalação correta não há movimentos maiores que 2,5 cm. Também tenha certeza de que o cinto que prende a criança na cadeirinha esteja afivelado corretamente e bem ajustado – rente ao corpo e sem folgas.
  2. Não vire o bebê conforto para frente: aposição na qual o bebê conforto é instalado – de costas para o movimento – é a mais segura para a criança dentro de um carro. Não se preocupe se as perninhas ficarem dobradas quando ela estiver no dispositivo. Do ponto de vista da segurança, não tem problema.
  3. Troca do bebê conforto pela cadeirinha: a criança deve utilizar o bebê conforto até atingir o limite de peso máximo para o dispositivo, que geralmente é de 13kg, o que ocorre por volta de um ano de idade. Outra indicação para a troca do equipamento é se o topo da cabeça da criança ultrapassar o limite do bebê conforto.
  4. Quando tirar o assento de elevação: os bancos e cintos de segurança dos veículos são projetados para proteger adequadamente pessoas com mais de 1,45 metro de altura. Portanto, se a criança ainda não possui essa altura, ela precisa utilizar o assento de elevação para que o cinto de segurança passe pelas partes corretas do corpo – quadril, centro do peito e ombro. Tem mais conteúdo aqui!
  5. Atenção com objetos dentro do carro: eles podem ferir o rosto da criança caso haja alguma freada brusca ou colisão. Durante a viagem ou passeio de carro, ao invés de usar o tablet, que tal fazer brincadeiras, cantar e conversar com a criança de maneira a desencorajá-la a usar esses objetos? Assim, a viagem ou passeio ficam muito mais divertidos e seguros!

A gente sabe que esse assunto gera muitas dúvidas. Então, saiba mais em: Tudo sobre Cadeirinha

 

* Criança Segura é uma organização não governamental, sem fins lucrativos que tem como missão a prevenção de acidentes com crianças e adolescentes até 14 anos. Fundada em 2001, é membro oficial da Safe Kids Worldwide – primeira e única rede global de prevenção de acidentes na infância, que está presente em mais de 30 países, nos cinco continentes.

Assista ao Papo de Mãe sobre segurança infantil e se inscreva no canal




Compartilhe a matéria

Tags: , , , , ,