O Portal
da Vida em Família
06/03/2021

Por que sempre levar a criança na cadeirinha no carro, agora até os 10 anos?

Compartilhe a matéria



Assentos específicos serão obrigatórios até os 10 anos

 

Por Ana Laura Kawasaka* 

O novo Código de Trânsito Brasileiro, que entrará em vigor em abril trará mudanças para as crianças e também para o transporte da cadeirinha no carro. Agora será obrigatório uso de dispositivo de retenção (cadeirinha, bebê conforto ou assento de elevação) até os 10 anos ou até atingir a altura de 1,45m. Antes a idade indicada era 7 anos, mas como algumas crianças mais velhas não atingiam a altura recomendada optou-se por ampliar o uso.



Imagem mostra criança dormindo na cadeirinha dentro do carro

criança na cadeirinha: prevenção que salva vidas



O trânsito é a principal causa de morte por acidente de crianças e adolescentes de zero a 14 anos no Brasil. O número de crianças e adolescentes internados por acidentes de trânsito também é grande.

Segundo estudo americano, 1 em cada 4 pais já levaram seus filhos no carro sem a devida segurança. Os motivos alegados foram: “Fui a um lugar perto” ou “Estava com pressa”. Você também usa essas mesmas desculpas?

A maior parte dos acidentes ocorre perto do local onde a pessoa reside, portanto não se sinta seguro de transportar a criança sem o assento específico em distâncias curtas. Uma criança de 10kg levada no colo num veículo a 50km/h passa a ter o equivalente a 500kg numa freada brusca, portanto não será possível segurá-la.

A segunda desculpa dos pais de que estavam com pressa dispensa comentários. É óbvio que a pressa por si só já é um fator de risco para acidentes então jamais deixe de manter sua criança em segurança.



Os pequenos precisam do discernimento dos adultos para não correrem riscos, por isso é fundamental bom senso e responsabilidade.

Imagem mostra Ana Laura Kawasaka, mãe, cardiologista infantil e pediatra do Saúde4kids

(Foto: Ana Laura Kawasaka/Divulgação)

*Ana Laura Kawasaka, mãe, cardiologista infantil e pediatra do Saúde4kids

Saúde4kids – O amor à medicina uniu as médicas: Fernanda, Rafaella e Ana. Além da vocação em servir aos pequenos, elas tinham outra certeza: precisavam ajudar as mamães. Perceberam que muitas estavam perdidas nesse caminho cheio de novidades e incertezas que é a maternidade e, na busca por informações, as mamães se perdiam ainda mais.

+ Chega a SP carga que permitirá fabricação de 8,6 milhões de doses da Coronavac
+ Iguatemi não pode usar ‘cláusula de raio’
+ Substituto de Bezos na Amazon é um veterano da casa

Veja também: 

Preciso desmamar o bebê para tomar a vacina contra a COVID-19?

Vacinação em adolescentes: a importância de manter a carteirinha em dia

Como montar um pratinho saudável para o seu bebê




Compartilhe a matéria

Tags: , , , , ,