O Portal
da Vida em Família
25/11/2020

5 dicas para amenizar o estresse das provas de vestibular

Por Fernanda Viana, cardiologista infantil e pediatra do Saúde4kids.

O cérebro do adolescente é particularmente mais propenso a distúrbios relacionados ao estresse.

 

O ano de 2020 foi diferente, estranho, cheio de medos e angústias, e de muitas mudanças no estilo de vida e no comportamento das pessoas, mudanças que atingiram desde os pequeninos até os mais idosos. As relações sociais e as rotinas tiveram que se transformar forçadamente e isso atingiu em cheio um grupo de pessoas que já naturalmente passa por muitas mudanças: os adolescentes!!!

Fase de alterações hormonais, mudanças de escola (primeiro para o segundo grau, segundo grau para faculdade ou mercado de trabalho), despedidas de amigos e colegas, um turbilhão de sentimentos, anseios e dúvidas.

Estamos vivendo um aumento dos quadros de depressão e de ansiedade em todas as faixas etárias, mas para os adolescentes está tudo acontecendo ao mesmo tempo e misturado. E no meio de tudo isso, o vestibular!!! A temporada de provas está começando e o stress vai crescer rapidamente. Já estava difícil e agora vem um momento tão importante na vida deles. O que fazer para ajudar?

O primeiro passo é entender que o cérebro do adolescente é particularmente mais propenso a distúrbios relacionados ao estresse como ansiedade, depressão, distúrbios alimentares e uso de drogas e vários estudos mostram que isso se deve a imaturidade do eixo hormonal, levando a respostas exacerbadas em situações de estresse. Sintomas como irritabilidade, insônia e dificuldade de concentração e memória são comuns nesse período, e muitos jovens apresentam até mesmo sintomas físicos como diarréia, dores musculares, sudorese, formigamentos ou lesões na pele.

Algumas dicas valiosas:

  • Empatia e apoio

Uma das atitudes mais importantes por parte dos pais é a conversa, muita conversa, com paciência e carinho, tendo em mente que também já passamos por esta fase, tivemos esse furacão de sentimentos e que possivelmente ficamos irritados e estressados com as provas. Os pais devem ajudar a administrar a ansiedade e não piorá-la com cobranças excessivas e broncas e tomar muito cuidado para não transferir para o jovem suas próprias expectativas de frustrações pessoais. Nesse momento, a postura e apoio dos pais pode fazer toda a diferença na hora de enfrentar o estresse.

  • Atividades Físicas

Praticar atividades físicas regulares e esportes ajuda a manter níveis elevados de hormônios que amenizam o estresse. Mesmo tendo que estudar, o adolescente pode e deve continuar com as atividades que gosta. Em tempos de pandemia, vale caminhar ao ar livre, andar de bicicleta e até mesmo retomar esportes em locais que tenham protocolos de segurança.

  • Dieta adequada

É importante garantir o aporte necessário de nutrientes e energia para manter a concentração e a memória. Não é porque estamos nessa loucura que podemos abandonar os hábitos saudáveis de alimentação. Se os hábitos alimentares pioraram muito durante a pandemia, é importante tentar modificar gradualmente, sem muitas restrições, mas também evitando excessos. Manter a hidratação também é fundamental.

  • Sono adequado

Dormir com quantidade e qualidade adequadas é essencial pois a privação de sono causa evidente prejuízo na memória e concentração. Os pais devem desencorajar o uso de celulares, tablets e computadores após o jantar, pois as telas podem aumentar a excitação cerebral e impedir que o sono chegue.

  • Rotina

A organização dos horários e estabelecimento de rotina são muito importantes: é necessário ter tempo para estudar, mas também é essencial que haja tempo para momentos de lazer. Sair com amigos não precisa ser proibido. Basta administrar o tempo. Momentos de lazer com a família e com bichinhos de estimação ajudam a diminuir o stress e a ansiedade.

Com muita paciência e compreensão a família pode tornar essa fase dos vestibulares menos sofrida!!

Saúde4kids

O amor à medicina uniu as médicas: Fernanda, Rafaella e Ana. Além da vocação em servir aos pequenos, elas tinham outra certeza: precisavam ajudar as mamães. Perceberam que muitas estavam perdidas nesse caminho cheio de novidades e incertezas que é a maternidade e, na busca por informações, as mamães se perdiam ainda mais.


Tags: , , , , , , ,

%d blogueiros gostam disto: